You are currently viewing Aos 17 anos e medalha de prata, jovem ferrazense paralímpico ganha de aplauso

Aos 17 anos e medalha de prata, jovem ferrazense paralímpico ganha de aplauso

Medalha de prata nos jogos escolares paralímpicos na modalidade bocha, categoria b-c3, no ano passado, o atleta amador Leonardo de Miranda Ribeiro (sentado) teve o seu trabalho reconhecido por meio de uma moção de aplauso aprovada, por unanimidade, pela Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos nesta terça-feira, dia 17. Ao lado de parentes e amigos, o jovem, de 17 anos, acompanhou os trabalhos.

Representando a Escola Estadual Carlindo Reis, Léo foi campeão paulista na classificação geral. Ele treina no Instituto Incluir (Polo Sesi de Suzano). Além disso, é atendido no Instituto Souza Centro de Equoterapia e Reabilitação no bairro do Cambiri, em Ferraz de Vasconcelos. Por conta da sua brilhante atuação, Léo foi convocado para representar todo o Estado de São Paulo na disputa do campeonato brasileiro de jovens.

A competição nacional ocorre de 24 a 29 deste mês, em Curitiba (PR). Orgulhoso, o pai José Alfredo que deixou de trabalhar para se dedicar integralmente ao filho disse que sempre acreditou no potencial dele. Ainda, segundo ele, o filho era uma pessoa normal, mas foi vítima de uma queda na escola, quando perdeu os movimentos das duas pernas. Desde então, com o apoio incondicional da família leva uma vida desafiadora.

Para José Alfredo (tribuna-acima), o processo de inclusão é bastante árduo no dia a dia, porém, com muita luta é possível alcançar o seu espaço. O pai fez questão de agradecer a atitude da Câmara Municipal e o pessoal dos Institutos Souza e Incluir e da Secretaria Municipal do Esporte e Lazer local, chefiada por José Batista de Souza, o Zé Batista. “Em nome da nossa família, o nosso muito obrigado a todos”, finalizou.,

Principal articulador da moção de aplauso, já que o documento foi assinado pela maioria dos colegas, o vereador Álvaro Costa Vieira (Pode), o Kaká (foto), afirmou que  Léo é um lutador nato e, portanto, um verdadeiro exemplo de perseverança. Por isso, apesar da fatalidade nunca esmoreceu diante dos obstáculos cotidianos. “Na verdade, como ativista da causa autista, sei como é difícil ser uma pessoa com deficiência”, diz.

Além dele, também exaltaram a trajetória do jovem, Osni Angelo Pasquarelli (PDT), o Ni, José Juca de Araújo Neto (PSC), o Juca do São Judas, Alexandro Santos Alves Silva (PSC), o Teteco, Claudio Roberto Squizato (PL), Claudio Ramos Moreira (PT), Flávio Batista de Souza (Pode), o Inha,  Valter da Costa Fernandes (PSD), o Valtinho do Som e David Francisco dos Santos Júnior (PSD), o David Júnior. Para eles (foto), trata-se de uma justa homenagem.

Por Pedro Ferreira, em 17/05/2022.