You are currently viewing Squizato critica o descaso no atendimento na agência física da Bandeirante no Sítio Paredão

Squizato critica o descaso no atendimento na agência física da Bandeirante no Sítio Paredão

A demora no atendimento e a falta de empatia dos funcionários na agência física da empresa concessionária Bandeirante Energia, na Avenida Brasil, 915, no Sítio Paredão, em Ferraz de Vasconcelos, foram objetos de várias críticas na sessão ordinária da Câmara Municipal, na terça-feira, dia 05. Na realidade, ocasião, o plenário da Casa aprovou, por unanimidade, um requerimento cobrando explicações da distribuidora que atende o Alto Tietê (exceto Arujá e Santa Isabel) e parte do Vale do Paraíba e litoral norte.

Na prática, o vereador Claudio Roberto Squizato (PL) decidiu apresentar o pedido de informações depois de pessoalmente sofrer na própria pele a lentidão no atendimento ao cliente e, ao mesmo tempo, por permanecer mais de três horas no interior da agência para resolver uma simples transferência de titularidade na conta. Segundo ele (foto), tudo aconteceu recentemente e o mais dramático é que esse tipo de coisa vem ocorrendo com bastante frequência na unidade.

Ainda, de acordo com ele, apesar da existência de tecnologias facilitando, por exemplo, a emissão de faturas, a segunda via ou outros serviços oferecidos on-line pela empresa concessionária, infelizmente a maioria da nossa população não tem acesso a essas plataformas digitais. Em razão disso, o consumidor precisa ir fisicamente ao local para sanar os seus problemas junto a companhia distribuidora. E, neste caso, o cidadão acaba sendo obrigado a ter muita paciência e disposição na hora de ser atendido.

Por isso, no requerimento, Squizato quer saber o tempo médio de espera de um consumidor para ser finalmente atendido na agência e por qual motivo a unidade dispõe de poucos funcionários trabalhando para fazer jus a toda a demanda da clientela. Além disso, o vereador questionou ainda porque o sistema eletrônico dentro da loja (foto) é tão lento e costuma cair com frequência, deixando o munícipe muito mais apreensivo e revoltado no local. “Afinal de contas, ninguém quer perder tempo em geral”, diz.

Por último, Squizato cobrou se há um planejamento, ou seja, uma meta para ampliar o espaço físico no setor de atendimento e projetos para a contratação de mais funcionários ou a disponibilização de mais colaboradores para recepcionar a população usuária dos serviços da melhor maneira possível. “Em caso positivo, pedi inclusive um prazo para equacionar todos esses problemas tendo em vista que o cliente da Bandeirante não pode continuar sendo tratado assim com tanto descaso”, finalizou o vereador.

                                                 Passar a limpo

Além de aprovar o requerimento, o vereador Antônio Carlos Alves Correia (Republicanos), o Tonho, que também criticou o péssimo atendimento na loja da Bandeirante Energia sugeriu convidar o representante da empresa para discutir a situação na Câmara Municipal em breve. Os parlamentares Eliel de Souza (PL), o Eliel Fox, Roberto Antunes de Souza (Cidadania) e José Juca de Araújo Neto (PSC), o Juca do São Judas reforçaram o descontentamento, no tocante, o atendimento na unidade.

Por Pedro Ferreira, em 06/04/2022.