Vereador questiona número de multas aplicadas a Sabesp

Vereador Claudio Ramos (PT) questiona relação da Prefeitura com a SabespComo empresas contratadas pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) costumam arrebentar o asfalto e depois fazer um reparo de péssima qualidade, o vereador (foto) Claudio Ramos Moreira (PT) quer saber da Prefeitura Municipal de Ferraz de Vasconcelos o número de notificações e multas, efetivamente, aplicadas contra essas prestadoras de serviços no período de 1º de janeiro de 2013 até a presente data. O requerimento do petista foi aprovado, por unanimidade, na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 23.

De acordo com ele, são tantos os descasos praticados por firmas contratadas pela Sabesp, em especial, a empresa CTL que não tem como deixar esse assunto passar em branco. Claudio Ramos cita como exemplo o serviço executado na região do Jardim Juliana, na Vila Corrêa e no centro da cidade, onde parte da camada de asfalto foi cortada e, no entanto, o conserto não recuperou o que já existia antes das obras na rede coletora de esgoto. Ele criticou ainda os trabalhos feitos pela CTL na Rua Novo Milênio, na Vila Pereira.

Além disso, o vereador petista questionou o fato de o contrato de concessão por 30 anos, celebrado entre a municipalidade e a Sabesp garantindo assim a exclusividade no abastecimento de água, a coleta e o destino final de esgotos sanitários no município não constar de forma clara qual é a contrapartida da empresa concessionária. Por isso, Claudio Ramos acredita que o contrato assinado em dezembro de 1975 e, posteriormente, renovado precisaria ser atualizado. “Hoje, a Sabesp manda em nossa cidade, já que, a empresa age havia muito tempo da maneira que bem entende”, ataca o petista.

Já o colega Luiz Tenório de Melo (PR) disse que por conta desse verdadeiro desserviço efetuado pela Sabesp a população local vive descontente. Além disso, o vereador condenou o fato de a empresa concessionária jogar, diretamente, em córregos o esgoto doméstico. Por sua vez, o ex-presidente da Câmara Municipal, Luiz Fábio Alves da Silva (PSDB), o Fabinho, elogiou Claudio Ramos por levantar o problema. O também tucano, Clenilson Lima Dias, o Quequê afirmou que a Sabesp vem acabando com o asfalto na cidade e Aurélio Costa de Oliveira (PPS), o Aurélio Alegrete destacou que a concessionária visa apenas o lucro.

Por Pedro Ferreira.