You are currently viewing Fabinho comemora linha de ônibus da Margarida ao Regional

Fabinho comemora linha de ônibus da Margarida ao Regional

A entrada em operação da linha de ônibus experimental 002 pela concessionária Radial interligando a região da Vila Santa Margarida passando pela estação central, na Praça da Bíblia, até o Hospital Regional Dr. Osíris Florindo Coelho, na Vila Corrêa, representa o atendimento de uma reivindicação feita na gestão anterior pelo vereador e morador no bairro, Luiz Fabio Alves da Silva (MDB), o Fabinho. Por isso, o emedebista (foto) aproveita para agradecer o atual governo por tirar do papel essa iniciativa.

Segundo Fabinho, a criação da linha de ônibus direto da Vila Santa Margarida até o Hospital Regional está beneficiando milhares de passageiros e a tendência é que esse número de usuários passe a crescer ainda mais, sobretudo, quando a circulação estiver, de fato, consolidada, ou seja, após os três meses da fase de testes.  O transporte de passageiros começou na segunda-feira, dia 21.  “Trata-se, na realidade, de uma vitória em prol da nossa comunidade”, comemora Fabinho.

Por sua vez, a empresa Radial garante que caso a quantidade de pessoas transportadas fique dentro das expectativas a concessionária estima inclusive em aumenta à frota de ônibus. Por outro lado, o secretário municipal de Transportes e Mobilidade Urbana e ex-vereador por dois mandatos consecutivos, de 2009 a 2016, Antônio Carlos Alves Correia, o Tonho ressalta a importância do início da linha Vila Santa Margarida até o Regional.

Com a implantação da medida, os usuários residentes naquela região da cidade que inclui 14 bairros não precisam mais pagar duas conduções como acontecia antes para deslocar-se até o Hospital Regional. Com isso, além da economia financeira os passageiros vão ter mais tempo para cuidar de suas tarefas cotidianas. Na atualidade, o usuário desembolsa por cada tarifa R$4,10, porém, esse valor poderá aumentar, em breve. “Enfim, devemos comemorar bastante essa conquista em prol da nossa gente”, diz Fabinho.

Por Pedro Ferreira, em 27/01/2019.