You are currently viewing Depois de insucesso, Prefeitura decide contratar empresa para fechar buracos na cidade

Depois de insucesso, Prefeitura decide contratar empresa para fechar buracos na cidade

Após tentativa frustrada de montar uma equipe própria para fazer os serviços de tapa-buraco na cidade, a Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos planeja contratar uma empresa especializada no assunto. O processo de licitação com essa finalidade deverá ocorrer no próximo dia 26. O contrato de 12 meses está avaliado em um pouco mais de R$2 milhões. O último fechado com a empresa Center Leste com validade de seis meses custou R$1,5 milhão.

Aliás, essa contratação da referida prestadora de serviço acabou sendo o estopim para a convocação dos secretários municipais de Governo, da Fazenda e de Serviços Urbanos, respectivamente, Lucas Pimenta Bertagnolli, Silvana Francinete da Silva e Neudir Ferreira da Rocha. Por isso, os representantes do Poder Executivo compareceram a Câmara Municipal, na terça-feira, dia 12 . Na ocasião, eles (foto-dir), foram questionados por vereadores por conta da péssima qualidade do fechamento de buraco.

Autor do requerimento aprovado, por unanimidade, em agosto passado, Renato Ramos de Souza (Cidadania), o Renatinho Se Ligue (foto) fez críticas contundentes a empresa Center Leste e, sobretudo, a falta de fiscalização pelo setor competente da municipalidade. Segundo ele, foi inadmissível a maneira como a firma terceirizada executou a operação tapa-buraco nas principais ruas e avenidas locais. Ainda, de acordo com ele, em alguns casos, o ideal seria restaurar todo o recapeamento.

Em resposta, Neudir Ferreira negou que o serviço foi realizado tenha sido mal feito acrescentando ainda que a própria estrutura de vias públicas, ou seja, a camada de asfalto no entorno da buraqueira já estaria danificada e, portanto, contribuiu para abreviar a durabilidade da obra. Mesmo assim, a Prefeitura Municipal notificou a Center Leste por diversas vezes para a mesma refazer o trabalho. Em todo caso, o secretário admitiu falhas na fiscalização.

Além disso, Renatinho também criticou a falta de gestão, no tocante, a iluminação pública e a zeladoria. Para ele, não a atual administração vai completar três anos, porém, não criou um plano de ação estratégico para resolver os problemas da cidade. O mesmo pensamento possui o colega, Hodirlei Martins Pereira (Cidadania), o Mineiro (foto). Na opinião deles, não basta apenas o governo municipal sanear as contas públicas. “Enfim, pode ter dinheiro, mas o povo não nota o resultado concreto na ponta”, afirmam. O Executivo promete intensificar os serviços nos bairros.

Por Pedro Ferreira, em 13/11/2019.