You are currently viewing Claudio Ramos questiona demora na criação do Conselho de Promoção da Igualdade Racial

Claudio Ramos questiona demora na criação do Conselho de Promoção da Igualdade Racial

Como sugeriu por meio de um ofício a criação do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir), em janeiro deste ano, porém, até agora não observou nenhuma movimentação política com essa finalidade, o vereador Claudio Ramos Moreira (PT) decidiu questionar como anda o processo junto ao Poder Executivo. O requerimento foi aprovado na sessão ordinária desta terça-feira, dia 26.

Na época, além de propor a implantação do Conselho Municipal de Igualdade Racial, o petista (foto) já tomou a liberdade e apresentou um texto-base da matéria elaborado por representantes do movimento negro na cidade, sobretudo, pelo ativista Renato de Oliveira, que, por sinal, fez todo o levantamento de leis similares na região do Alto Tietê. “Na verdade, esse segmento quer uma resposta oficial sobre o assunto”, diz.

Em suma, o projeto de lei encontra-se pronto e basta apenas o Palácio da Uva Itália enviar para à Câmara Municipal. O parlamentar petista acrescentou ainda que por falta de um órgão desta natureza, a cidade não pode realizar a sua conferência municipal e muito menos participar das etapas regional, estadual e nacional. Por conta disso, em fevereiro do corrente ano, Ferraz participou como convidado em Suzano.

No fundo, o colegiado terá como uma de suas atribuições promover políticas públicas antidiscriminatórias e voltadas à afirmação dos direitos do segmento negro. O provável órgão será formado por representantes do Poder Executivo e da sociedade civil afim. Em caso de oficialização, o Compir de Ferraz de Vasconcelos será subordinado à Secretaria Municipal da Cultura e Turismo.

Por Pedro Ferreira, em 26/04/2022.