You are currently viewing Doentes crônicos sofrem com a falta de medicamentos contínuos e vereador cobra providências

Doentes crônicos sofrem com a falta de medicamentos contínuos e vereador cobra providências

Moradores de Ferraz de Vasconcelos que são portadores de doenças crônicas como, por exemplo, diabetes, hipertensão e asma estão sofrendo com a falta de remédios de uso contínuo na rede básica de saúde. O assunto tem preocupado não apenas os pacientes nestas condições, assim como os vereadores, entre eles, Claudio Roberto Squizato (PL). Por isso, ele resolveu cobrar uma posição oficial da Prefeitura Municipal na sessão ordinária, na terça-feira, dia 29.

Em requerimento aprovado em única discussão e, por unanimidade, o parlamentar questionou o tipo de modalidade de licitação que estão incluídos alguns tipos de medicação, isto é, de insulinas para diabéticos em geral. Além disso, Squizato (foto) quer saber se existe uma ata de registro de preços pronta para a compra frequente desses remédios específicos e qual o prazo de entrega por parte da empresa ou da responsável detentora da ata.

O vereador cobrou ainda porque a medicação de uso contínuo em falta na rede básica de saúde sempre está atrasando e acabando de maneira rápida, fazendo com que os pacientes tenham que adquirir nas farmácias na maioria das vezes mesmo sem ter condições financeiras. “No fundo, as pessoas portadoras de diabetes tipo 1 dependem, portanto, da aplicação contínua de insulina para controlar a doença, mas sem os remédios nos postos de saúde ficam à mercê da própria sorte podendo inclusive morrer”, diz.

Para ele, a falta de medicação para diabéticos, hipertensos e asmáticos já demora mais de três meses e por conta desse impasse, isto é, da insensibilidade da gestão pública local, a alternativa encontrada por pacientes está sendo ingressar na justiça ou pedir  socorro a parentes e amigos. “O caso de uma insulina especial e importada, o custo médio é de R$250,00 para somente três dias, porém, o cidadão não possui esse dinheiro”, lamentou Squizato. Ainda, segundo ele, esse sofrimento não pode continuar assim.

                                               Profissionais

Na mesma sessão ordinária, o vereador também criticou a falta de médicos especialistas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Com isso, ocorre um corriqueiro atraso nos encaminhamentos para exames preventivos. Em razão disso, os pacientes optam por procurar atendimento no setor privado, o que nem sempre é possível devido ao alto custo. Já o vereador David Francisco dos Santos Júnior (PSD), o David Júnior (foto), fez um adendo ao requerimento pedindo como anda a fila para exames de câncer.

Por Pedro Ferreira, em 31/03/2022.