You are currently viewing Vereador sugere e vencimento da cota única ou da 1ª parcela do IPTU poderá ser adiado

Vereador sugere e vencimento da cota única ou da 1ª parcela do IPTU poderá ser adiado

Como a data de vencimento para o pagamento da cota única à vista ou da primeira parcela do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) está prevista para o próximo dia 20, a Prefeitura Municipal de Ferraz de Vasconcelos poderá alterar esse prazo por meio de um decreto nas próximas semanas. O novo prazo poderá ser prorrogado para até o dia 07 de abril.

A solicitação foi feita pelo vereador Claudio Ramos Moreira (PT), na sexta-feira, dia 11. Na ocasião, o petista (foto) protocolou o pedido junto à chefia de gabinete que, por sua vez, prometeu levar o caso para a apreciação da prefeita, Priscila Gambale. Nele, ele destacou que desde o início da pandemia da Covid-19, a economia de um geral tem sido afetada e, portanto, contribui para aumentar o desemprego no país e, ao mesmo tempo, reduzir a renda do trabalhador.

Além disso, o parlamentar argumentou ainda que essa crise sanitária que infelizmente já matou de 654 mil brasileiros, incluindo 538 ferrazenses até ontem (13/03) acaba prejudicando a todos e, sobretudo, os da classe menos favorecida da sociedade que luta bravamente para garantir o seu sustento diário e, no entanto, sem sempre conseguiu nestes últimos anos ou meses, com a agravamento da pandemia.

No ofício, o petista acrescentou também que a população local é composta em sua maioria por habitantes de baixa renda e apesar do seu esforço para manter em dia os compromissos financeiros, seguramente não vai ter dinheiro para pagar a cota única ou a primeira parcela do IPTU deste ano em 20 de março. Por isso, Claudio Ramos acha essencial que o Poder Executivo acate o seu pedido.

                                                        Expectativa

No momento, o Palácio da Uva Itália está distribuindo os mais de 46 mil carnês da principal fonte de arrecadação local. Aliás, em 2022, a Secretaria Municipal da Fazenda estima alcançar uma receita de pouco mais de R$32 milhões. Em contrapartida, no ano passado, a municipalidade arrecadou R$31,4 milhões. Convém ressaltar que o dinheiro do contribuinte é revestido em obras de infraestrutura urbana.

Por Pedro Ferreira, em 14/03/2022.