You are currently viewing Vereador Kaká decide propor a criação da Carteira de Identificação do Autista na cidade

Vereador Kaká decide propor a criação da Carteira de Identificação do Autista na cidade

Como não pode legislar sobre o assunto por gerar despesas aos cofres públicos, o vereador Álvaro Costa Vieira (Podemos), o Kaká (foto), decidiu então sugerir à Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos a criação de uma Carteira de Identificação do Autista (CIA). O documento visa conferir a caracterização da pessoa diagnosticada com o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

A reivindicação do parlamentar foi lida na sessão ordinária do dia 24 de fevereiro. Com isso, o pedido já foi inclusive encaminhado para as possíveis providências junto ao Poder Executivo. Nela, Kaká afirmou que a concessão do benefício, ou seja, da Carteira de Identificação do Autista vai contribuir para melhorar ainda mais o atendimento dos serviços de orientação educacional e psicossocial.

Para ele, o TEA apresenta um diagnóstico complexo, porém, a medicina já avançou bastante nessa área e, portanto, cada vez mais está sendo viável descobrir a presença da síndrome de maneira precoce. “Na verdade, essa doença afeta, sobretudo, o comportamento social, isto é, a dificuldade no processo de interação entre os portadores, a família e o restante da sociedade em geral, modifica o cotidiano de todos”, diz.

Ainda, segundo ele, no Brasil, lamentavelmente, o número de autistas já supera a dois milhões de pessoas e no Estado de São Paulo, a quantidade ultrapassa os 600 mil portadores. Em Ferraz de Vasconcelos, a Associação de Mães dos Autistas (Amafv) reúne mais de 60 famílias, mas a entidade estima que existam muito mais pessoas nesse segmento na cidade. Há poucos dias (foto), a Câmara Municipal aprovou moção de aplauso ao órgão de autoria de Kaká.

Por Pedro Ferreira, em 04/03/2022.