You are currently viewing Diretor Everton quer transportadores escolares isentos de impostos e taxas municipais

Diretor Everton quer transportadores escolares isentos de impostos e taxas municipais

Conhecedor da dura realidade da categoria por ter sido diretor de escola municipal durante dez anos, o vereador Ewerton Correa Cardoso (Podemos), o Diretor Everton, propõe que a Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos determine ao setor competente estudos para reduzir ou até mesmo isentar a cobrança de impostos e taxas locais dos transportadores escolares. Segundo ele, a medida compensatória e paliativa valeria apenas até a retomada total das aulas presenciais.

Na reivindicação que poderá ser lida na próxima sessão ordinária, na segunda-feira, dia 28, a partir das 9h, o vereador aponta que devido ao atual cenário mundial da pandemia da covid-19, que já ceifou a vida de mais de 500 mil brasileiros incluindo 385 ferrazenses, os donos de peruas escolares estão há mais de um sem poder trabalhar por conta da suspensão das aulas presenciais. Além disso, ele destaca ainda que muitas famílias têm no transporte escolar a sua única fonte de renda.

Por isso, para ele, a situação fica muito mais complicada, já que não existe ainda uma previsão por parte da Secretaria Municipal da Educação de quando serão reiniciadas as aulas integrais na cidade. “Em suma, esses trabalhadores não possuem nenhuma perspectiva de voltar a ganhar o seu sustento diário. Aliás, muitos deles inclusive já mudaram de profissão e, ao mesmo tempo, perderam os seus veículos por falta de pagamento. Uma pena”, salientou o Diretor Everton.

Apesar de todo esse verdadeiro drama familiar, a cobrança de tributos como, por exemplo, de Imposto Sobre Serviços (ISS), assim como de taxas municipais continuam sendo feito normalmente, ou seja, a municipalidade ainda não pensou numa alternativa concreta para aliviar o sofrimento da categoria. Até o ano passado, estima-se que existem na cidade mais de 140 profissionais que trabalham no transporte escolar para um universo de mais de 20 mil alunos somente da rede municipal de ensino.

                                                           Mão de obra

Além de sugerir a diminuição ou a anistia completa de impostos e taxas municipais, o vereador Diretor Everton decidiu solicitar também que a administração da cidade analise a possibilidade de aproveitar os transportadores escolares em outras atividades desenvolvidas pela própria municipalidade mesmo em caráter emergencial. Para tanto, neste caso, se faz necessário alterar a legislação que trata da categoria, ou seja, mudar momentaneamente a finalidade.

Por Pedro Ferreira, em 22/06/2021.