You are currently viewing Claudio Ramos cobra a reativação do Centro de Convivência do Idoso na cidade

Claudio Ramos cobra a reativação do Centro de Convivência do Idoso na cidade

Como o plano nacional de vacinação contempla as pessoas mais idosas como grupos prioritários e, portanto, esse segmento deverá ser totalmente imunizado, em breve. Com isso, a tendência natural das coisas é que as pessoas da melhor idade vão voltar a frequentar outros ambientes sociais como era antes da chegada da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), em março do ano passado.

Por isso, preocupado com essa faixa etária, na cidade, o vereador Claudio Ramos Moreira (PT) resolveu questionar a atual administração sobre o que está sendo feito para, por exemplo, destinar um espaço apropriado para promover o entretenimento de idosos. Em suma, o petista (foto) quer saber quando a municipalidade vai restabelecer o funcionamento de um Centro de Convivência do Idoso (CCI).

No requerimento com esse objetivo aprovado em única discussão na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 1º, o vereador enfatiza que há muitos anos o espaço atendeu no interior do Parque Municipal Nosso Recanto, no Jardim Pérola, porém, permanece inativo nos dias atuais. Em compensação, este tipo de equipamento possui uma importância enorme no processo de socialização de pessoas acima de 60 anos.

Além disso, em 2017, a Secretaria Municipal de Assistência Social assinou um convênio de R$250 mil com o governo estadual para reformar o local, mas até a presente data esse recurso não chegou  por conta de burocracia. No fundo, o Palácio dos Bandeirantes não instruiu o processo de forma correta, o que acarretou na não vinda da verba. Na época, o assunto foi costurado pelo então vereador, Renato Ramos de Souza, o Renatinho Se Ligue.

Na prática, o petista questiona o que está sendo feito pelo Poder Executivo para viabilizar um CCI na cidade e, ao mesmo tempo, se existe interesse da atual gestão para retomar as tratativas com o governo estadual e, com isso, assegurar o envio dos R$250 mil acertados, em 2017. Após o seu recebimento, o governo municipal terá um prazo de até 15 dias para responder à Câmara Municipal.

Por Pedro Ferreira, em 03/03/2021.