You are currently viewing Presidente articula para tirar do papel o seu maior legado político e sessões itinerantes

Presidente articula para tirar do papel o seu maior legado político e sessões itinerantes

Eleito no início de janeiro do corrente, por 14 votos a três, para o seu terceiro mandato no comando da presidência da Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos, o vereador Flavio Batista de Souza (Podemos), o Inha (foto) costura nos bastidores políticos locais aquele que poderá ser o principal legado a frente da Casa nos próximos dois anos. Trata-se da retomada das obras da construção da sede própria da instituição, na Vila Romanópolis.

Os serviços avaliados em R$3,4 milhões foram iniciados, em maio de 2015, e tinham a previsão para ser concluídos dentro de um ano. Em contrapartida, meses depois quando a obra com recursos próprios do tesouro municipal continha um pouco mais de 50% de sua estrutura física finalizada, o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) decidiu embargar os trabalhos por suspeita de irregularidades na execução físico-financeira.

Diante do imbróglio, quando exercia o cargo de presidente do Poder Legislativo pela segunda vez, de 2017 a 2018, Inha tentou convencer o governo municipal a reiniciar a obra (foto), porém, não encontrou disposição política do então gestor. Por isso, agora, ele aposta todas as suas fichas no interesse da atual administração da cidade em finalmente retomar os trabalhos. Aliás, o presidente já possui inclusive o aval da prefeita, Priscila Gambale (PSD) que se comprometeu a concluir o prédio.

A propósito, o projeto arquitetônico já foi, por sinal, revisado pela Secretaria Municipal de Obras e Habitação e caso tenha disponibilidade financeira, ou seja, dinheiro em caixa, os serviços poderão ser reiniciados ainda nesse primeiro semestre. Por sua vez, em tom otimista, o presidente Inha acredita que o edifício poderá ser finalizado até o final deste ano. Enquanto isso, ele lamenta que hoje a Casa encontra-se instalada em um imóvel alugado pela municipalidade, porém, inadequado, no centro.

                                   Sessões itinerantes

Além de lutar pela conclusão do prédio, Inha pretende ainda colocar em prática o projeto sessões itinerantes que visa estreitar o relacionamento entre a Câmara Municipal e a própria comunidade ferrazense. De acordo com o artigo 180 do Regimento Interno (RI) da Casa, os trabalhos efetuados poderão ser usados na apresentação de proposições que serão submetidas à deliberação do plenário em sessão ordinária. As sessões itinerantes têm duração de duas horas, mas podem ser prorrogadas pelo presidente.

Por Pedro Ferreira, em 18/01/2021.