You are currently viewing Anistia de tributos municipais para donos de peruas escolares passa em 1º turno

Anistia de tributos municipais para donos de peruas escolares passa em 1º turno

A concessão de isenção ou remissão no pagamento de tributos municipais a donos de peruas escolares foi aprovada em primeiro turno pela Câmara Municipal, na segunda-feira, dia 8. Com isso, o texto autorizando o Poder Executivo a beneficiar à categoria, na cidade, deve voltar à pauta na próxima sessão ordinária. A criação desse plano emergencial para remediar perdas dos profissionais com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) poderá aliviar o bolso de 140 condutores escolares.

O benefício seria garantido durante a crise sanitária e por mais 12 meses após o efetivo controle da virose pelas autoridades locais. A provável ajuda só abrangeria a redução de renda dos condutores escolares, a partir de 22 de março quando eles pararam as suas atividades. A matéria dá aval ainda para que o gestor local excepcionalmente possa suspender a idade máxima da frota de 15 e 20 anos, por 24 meses depois do término do estado de emergência decretado para o enfrentamento a Covid-19.

Para o autor do projeto, Claudio Ramos Moreira (PT), a categoria é uma das principais prejudicadas com a pandemia da Covid-19 e, portanto, precisa do apoio oficial do Poder Executivo, apesar do prefeito municipal não adotar nenhuma compensatória até agora. “Além disso, para aumentar ainda mais o drama dos tios, a maioria deles também não conseguiu receber o auxílio emergencial de R$600,00 da União. Por isso, o nosso projeto torna-se a sua única esperança”, finaliza o petista.

A iniciativa dele (foto) recebeu elogios dos colegas em plenário, entre eles, Claudio Roberto Squizato (PL), Roseli Aparecida Messias Ferreira (PSC), a Rose Fitness, Eliel de Souza (PL), o Eliel Fox, Ivanilton Araújo dos Santos, o Cabelo do PT e Antonio Marcos Atanazio (Solidariedade), o Marcos BR. Para eles, não resta a menor dúvida de que a administração da cidade precisa ter um olhar mais humano em prol daquela categoria profissional.

Por Pedro Ferreira, em 09/06/2020.