You are currently viewing Renatinho quer plataforma digital para reduzir prejuízos a estudantes da rede municipal

Renatinho quer plataforma digital para reduzir prejuízos a estudantes da rede municipal

Como o governo estadual decidiu compensar o ano letivo por meio de aulas on-line para 3,5 milhões na última segunda-feira, dia 27, o vereador Renato Ramos de Souza (PSDB), o Renatinho Se Ligue (foto) resolveu questionar a Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos como fica a situação de estudantes da rede municipal. O requerimento dele foi aprovado na sessão ordinária, na segunda-feira.

Nele, o parlamentar quer ter conhecimento se a administração da cidade, isto é, a Secretaria Municipal da Educação pretende lançar algum tipo de plataforma digital com o objetivo de reduzir os prejuízos pedagógicos durante esse período de pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Na rede local, as aulas estão suspensas desde o dia 23 de março. Com isso, são afetados mais de 20 mil estudantes.

Além disso, Renatinho Se Ligue tenta descobrir como os alunos municipais estão sendo assistidos nesse tempo de quarentena imposta pelas autoridades sanitárias para evitar o crescimento descontrolado da covid-19. Segundo ele, além do governo estadual, as prefeituras municipais de Suzano e de Mogi das Cruzes já adotaram medidas práticas para proporcionar a transmissão de vídeo-aulas a seus alunos.

Na opinião dele, o maior desafio do setor será concluir o ano letivo, em 2020. O vereador acrescenta ainda que o governo municipal poderia muito bem pedir a ajuda do Palácio dos Bandeirantes para usar gratuitamente a plataforma estadual. Ele também afirmou que os estudantes não têm material escolar para utilizar em casa. A situação fica ainda mais preocupante para os alunos com deficiência.

“Assim como o governo estadual, a Prefeitura Municipal também deveria encaminhar material de apoio pedagógico, entre eles, apostilas, livros paradidáticos e gibis. Além disso, se faz necessário o Poder Executivo garantir o acesso universal e gratuito a internet”, sugere Renatinho. Na rede estadual, as aulas presenciais podem voltar de maneira revezada e gradual, a partir de julho.

Por Pedro Ferreira, em 29/04/2020.