Renatinho critica a liberação de empreendimentos imobiliários na cidade

Renatinho critica a liberação de empreendimentos imobiliários na cidade

Preocupado com os impactos sociais e ambientais de empreendimentos imobiliários a serem inaugurados e construídos, em Ferraz de Vasconcelos, o vereador Renato Ramos de Souza (Cidadania), o Renatinho Se Ligue (foto) questiona a Prefeitura Municipal sobre o planejamento adotado para liberação das construções e o plano de ação para sanar a ausência de políticas públicas na cidade.

O parlamentar foi informado de forma extraoficial que para que a Prefeitura pudesse retomar as obras das chamadas “casinhas da Vila São Paulo” por meio de contrapartida, o Poder Executivo liberou a construção de aproximadamente 1,5 mil unidades habitacionais particulares. Apesar de reconhecer que a obra beneficiará dezenas de famílias, Renatinho também se preocupa com a prestação de serviços básicos, como educação, saúde, mobilidade urbana etc. que já são disponibilizados precariamente pelo setor público.

A implantação de novas edificações gera impactos ambientais, sociais e econômicos no meio ao qual são inseridas. Por isso, Renatinho ressalta a necessidade de um planejamento estratégico, antes da tomada de decisões. “Antes de aprovar um empreendimento desse porte, um estudo de impacto social deveria ter sido feito e considerar, por exemplo, que a Secretaria de Educação está com uma fila de aproximadamente quatro mil crianças fora da creche. Além disso, o diagnóstico deve levar em conta a falta de estrutura na área da saúde”, explica.

O requerimento dele poderá ser votado em única discussão, na sessão ordinária, nesta sexta-feira, dia 14, a partir das 9h. No documento, o vereador pede para que a Câmara Municipal seja informada se as obras liberadas seguem a legislação de uso e ocupação de solo, se existe algum plano de ação da Prefeitura para sanar a atual demanda de creche, formada por ela mesma através da liberação de alvarás para construção e se foi traçada alguma estratégia para solucionar e prevenir os atuais e eventuais problemas da saúde.

Por Pedro Ferreira e assessoria do vereador, em 13/02/2020.

Compartilhe nas Redes Sociais:
Fechar Menu