You are currently viewing Câmara aprova o fim da obrigatoriedade de porta giratória em agências bancárias

Câmara aprova o fim da obrigatoriedade de porta giratória em agências bancárias

Por sete favoráveis e cinco contrários, a Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos aprovou em primeira discussão o projeto de lei que acaba com a obrigatoriedade de agências bancárias manterem porta giratória para permitir o acesso de clientes. A votação do texto ocorreu na sessão extraordinária (foto) não remunerada na manhã desta quinta-feira, dia 5. Com isso, o projeto de lei poderá voltar à pauta em segundo turno, na semana que vem.

Os votos dados à matéria para tornar facultativa o equipamento de segurança foram dos vereadores Antonio Marcos Atanazio (MDB), o Marcos BR, Claudio Roberto Squizato (PSB), Clovis Ottoni Sousa (PSD), o Clovis Eletricista, Hodirlei Martins Pereira (Cidadania), o Mineiro, Renato Ramos de Souza (Cidadania), o Renatinho Se Ligue, Luiz Fabio Alves da Silva (MDB), o Fabinho e Marcos Antônio Castello (SD), o Ratinho. Na cidade, o Santander é o único que aboliu a porta giratória.

Por sua vez, discordaram do projeto Ananias Coelho Neto (PSL), o Neto Cambiri, Claudio Ramos Moreira (PT), José Aparecido Nascimento (PT), o Aparecido Marabraz, Eliel de Souza (PL), o Eliel Fox e Roseli Aparecida Messias Ferreira (Republicanos), a Rose Fitness. Já Alexandre Barboza dos Santos (PDT), o Professor Xandão, Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha, José Nelson Ferreira (Republicanos), o Pastor Nelson e Pedro Paulo de Almeida (PL), o Professor Pedro não participaram da sessão por motivo superior.

Na prática, o texto aprovado de autoria de vereadores acrescenta o parágrafo único no artigo 1º da lei municipal nº 2.056, de 22 de junho de 1993. Agora, ficam dispensadas da determinação as agências bancárias que além de possuírem sistema de segurança que cumpra as exigências mínimas estabelecidas na legislação federal, tenham em suas dependências dispositivos modernos de segurança. Como exemplo, o projeto cita mecanismos tecnológicos para a guarda de valores e que dificultem o acesso e a movimentação de dinheiro.

                                               Transporte escolar

Ainda, na sessão extraordinária, o plenário aprovou em primeiro turno o texto substitutivo que disciplina os serviços de transportes escolares na cidade, o que concede moção de aplauso para com a professora local Laudicéia Gonçalves de Lima e o título de cidadão ao padre José Eduardo Ferreira. Além disso, os vereadores discutiram, porém, resolveram acatar o pediu vista por 15 dias de Marcos BR da matéria autorizando a municipalidade a fechar convênio com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Por Pedro Ferreira, em 05/12/2019.