Plenário conclui pacote de leis que aumenta o número de servidores de carreira

Plenário conclui pacote de leis que aumenta o número de servidores de carreira

O plenário da Câmara Municipal finalizou a votação em segundo turno de cinco projetos de leis complementares que tratam da criação de 116 cargos de natureza permanente na Prefeitura da cidade, na segunda-feira, dia 30. Agora, as matérias do Poder Executivo seguem para sanção do prefeito, José Carlos Fernandes Chacon (Republicanos), o Zé Biruta (foto).  Os salários dos futuros servidores públicos variam de R$1.067,77 a R$7.120,72.

Na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos foram criadas 80 vagas de ajudantes de obras, com ensino médio. Além disso, o texto também alterou o critério para admissão de eletricista predial passando a exigir o nível médio e curso específico na área. Nessa segunda votação, apenas o vereador, Renato Ramos de Souza (Cidadania), o Renatinho Se Ligue votou contra essa matéria.

Na Secretaria da Administração foi criada uma vaga de engenheiro de segurança do trabalho, na pasta da Fazenda duas de contador e na de Assuntos Jurídicos quatro de advogados públicos. Nestes três últimos casos, o grau de escolaridade é o nível superior. Já na Secretaria de Assistência Social o texto contempla 12 cargos de orientador social, seis de assistentes sociais e 11 de psicólogos sociais.

Para o provimento da atividade de orientador social será exigido o ensino médio e para as duas últimas profissões o ensino superior. Com exceção do assistente social cuja carga horária é de 30h semanas, os demais servidores efetivos vão trabalhar 40h semanais. No momento, Ferraz possui no quadro permanente em torno de 2.951 servidores de carreira.

Além disso, os vereadores votaram em única discussão moção de aplauso para com o gerente da Unidade Básica de Saúde (UBS) Dr. Geraldo José Rodrigues Alckmin, no Jardim Ione, Douglas Aparecido Gazolli (foto) e a conselheira municipal da saúde, Dulcineia da Silva de Oliveira. Ambos representaram a cidade na 16ª Conferência Nacional do setor, em agosto, em Brasília. O tributo partiu do vereador Aparecido Marabraz.

Por Pedro Ferreira, em 01/10/2019.

 

Compartilhe nas Redes Sociais:
Fechar Menu