You are currently viewing Aluguel de mansão onde fica a Assistência Social gera críticas

Aluguel de mansão onde fica a Assistência Social gera críticas

O aluguel de um imóvel espaçoso (foto) onde estão instalados a Secretaria Municipal de Assistência Social e o Fundo Social de Solidariedade (FSS), próximo ao Palácio da Uva Itália, na Vila Romanópolis, em Ferraz de Vasconcelos, levou o vereador Claudio Roberto Squizato (PSB) a questionar a locação da casa que o mesmo considera “suntuosa”. O requerimento do socialista exigindo explicações sobre o assunto ao governo municipal foi aprovado, por unanimidade, na segunda-feira, dia 05.

No documento, o autor quer saber o valor mensal do aluguel da mansão e o encaminhamento de um relatório completo contendo os dados referentes aos valores pagos nos últimos 13 meses relacionados a todos os imóveis locados pela municipalidade. Para Claudio Squizato, não tem o mínimo cabimento o Poder Executivo adotar atitudes drásticas para equilibrar as suas finanças e, ao mesmo tempo, continuar quitando o citado aluguel. “Trata-se, na realidade, de um desperdício”, diz.

O vereador Pedro Paulo de Almeida (PR), o Professor Pedro também criticou duramente, a locação da casa que também avalia como um verdadeiro palacete, o que destoa do tipo de atendimentos realizados no local, ou seja, a assistência social a pessoas carentes na cidade. Ainda, segundo ele, enquanto a Promoção o Fundo Social funcionam em um espaço nobre, os dois órgãos não têm sequer cesta básica para entregar a comunidade mais necessitada. Por isso,  os mesmos poderiam atender em um lugar menor e mais simples.

Além disso, na mesma sessão ordinária, Claudio Squizato (foto) apresentou um projeto de lei incluindo no calendário oficial de eventos A Semana dos Esportes Radicais a ser comemorada, anualmente, no período compreendido ao dia 15 de novembro. O texto autoriza ainda a promoção de seminários alusivos aos esportes radicais. Para ele, a matéria atende a reivindicação de praticantes e visa atrair disputas do circuito nacional, em Ferraz. O projeto não tem data para ser votado em plenário.

Por Pedro Ferreira, em 06/03/2018.