You are currently viewing Presidente Inha acredita na arrancada de Ferraz em 2018

Presidente Inha acredita na arrancada de Ferraz em 2018

Apesar de 2017 está sendo um ano muito difícil, principalmente, no aspecto econômico, em geral, o presidente da Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos, vereador Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha (foto) aposta que, em 2018, a coisa será diferente e, portanto, mais propícia para o governo municipal sair do sufoco, ou seja, deixar e ter dinheiro apenas para manter o custeio da máquina e, com isso, investir em infraestrutura.  A avaliação dele foi feita, na segunda-feira, dia 18, durante a última sessão ordinária da Casa. No ano que vem, a previsão de receita é de R$308,8 milhões.

Para Inha, o maior legado da atual gestão do prefeito, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta foi proporcionar o reequilíbrio financeiro da administração da cidade, isto é, colocar a municipalidade em ordem cumprindo assim de forma rigorosa a legislação em vigor, depois de renegociar uma dívida consolidada de mais de R$300 milhões. Ainda, segundo ele, não resta o menor tipo de dúvida que o chefe do Poder Executivo é um homem público extremamente legalista. “Por isso, Zé Biruta precisa agora começar a tapar os buracos espalhados pela cidade e a cuidar melhor de postos de saúde, de escolas, creches e da iluminação pública, entre outros, setores”, diz.

Na visão de Inha, passado o primeiro ano de governo não há mais espaço para choradeira e lamentação. Afinal, Ferraz de Vasconcelos é formado por um povo trabalhador e honesto e, acima de tudo, que acredita no seu próprio potencial de crescimento. Por outro lado, como boa parte da mão de obra ferrazense atua fora, um dos maiores desafios do gestor é criar alternativas políticas para gerar emprego e renda. Em suma, fomentar a economia local. Para melhorar a sua receita, o presidente destaca a recente revisão do Código Tributário do Município (CTM) que passa a valer a partir de janeiro. Com a medida, estima-se um incremento de cerca de R$10 milhões na arrecadação.

Além de analisar a gestão Zé Biruta, Inha também fez uma reflexão sobre o trabalho do Poder Legislativo ao longo de 2017. Citando, nominalmente, o nome de cada vereador, o presidente disse que a Casa como sempre apoia projetos da Prefeitura Municipal atuando como legítima representante da comunidade em geral. Ele enumera como exemplos a intermediação para resolver conflitos entre professores e a administração, assim como, a situação de vendedores informais. “A Câmara Municipal estará sempre ao lado do povo e, portanto, do que for melhor para o município”, finaliza Inha. O presidente promete mais cobranças, em 2018.

Por Pedro Ferreira, em 20/12/2017.