You are currently viewing Novato, suplente critica a lentidão do governo Zé Biruta

Novato, suplente critica a lentidão do governo Zé Biruta

Em sua estreia como vereador suplente, o empresário Fabio Farias de Oliveira (PDT), o Fabio Wuhalla (foto) atacou o ritmo lento de governar o município pelo prefeito, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta. Segundo ele, o povo quer resposta urgente como, por exemplo, para o fechamento de buracos em toda a cidade. O suplente assumiu por 30 dias, na segunda-feira, dia 13, em substituição a Alexandre Barboza dos Santos (PDT), o Professor Xandão que pediu afastamento por motivo particular.

Para Fabio Wuhalla, o chefe do Poder Executivo ferrazense precisa apresentar mais ação e não ficar apenas administrando o cotidiano da cidade sentado na cadeira do Palácio da Uva Itália. Em suma, o suplente avalia que o gestor tem de andar mais pessoalmente nas ruas e, ao mesmo tempo, manter contato direto com os moradores. Enquanto isso, os vereadores em geral acabam sendo cobrados por medidas de competência exclusiva do prefeito municipal.

Aos 38 anos, Fabio Wuhalla que obteve 405 votos nas urnas, em 2016, disse também na tribuna da Casa que pretende honrar a sua passagem temporária pelo Poder legislativo. O suplente aproveitou o momento para agradecer o apoio da família e de amigos. “Na realidade, estou muito feliz por assumiu o cargo de vereador pela primeira vez na minha vida”, diz. O parlamentar faz parte da coligação A Ferraz que Queremos que conta ainda com o PSDB e o PCdoB.

Por sua vez, essa é a segunda vez que o titular da coligação Professor Xandão (foto) solicita licença da Câmara Municipal. A primeira ocorreu no início do mês passado quando afastou-se por motivo de saúde. Com isso, durante 15 dias, ele fora representado no parlamento pelo ex-vereador, de 2009 a 2012, Ezequias Felippe Rodrigues (PCdoB), o Vai Chover. Na Casa, o suplente questionou o serviço prestado a sociedade pela empresa concessionária Radial.

Por Pedro Ferreira, em 16/11/2017.