You are currently viewing Marcos BR tenta dados sobre suposta mudança da Ciretran

Marcos BR tenta dados sobre suposta mudança da Ciretran

Por enquanto o assunto ainda não está muito claro mesmo assim, o vereador Antonio Marcos Atanazio (PMDB), o Marcos BR (foto) decidiu se antecipar e passar a limpo a cerca da assinatura de um provável convênio entre a Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran). A futura parceria visa garantir uma nova sede para a Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), hoje, sediada no mesmo prédio do Distrito Policial, no Parque Dourado. O questionamento do parlamentar ocorreu na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 18.

No requerimento também assinado pela maioria dos vereadores e aprovado, por unanimidade, Marcos BR indaga a municipalidade sobre uma suposta reunião com a diretoria do Detran paulista, qual o objetivo do encontro e se houve a assinatura de convênio ou renovação do atual caso já exista. Além disso, o vereador quer saber ainda os tipos de exigências feitas pela diretoria do órgão, se a Prefeitura da cidade vai alocar um novo prédio para abrigar a Ciretran, onde fica o endereço, o valor do aluguel e se terá segurança no local para proteger os documentos e equipamentos do órgão.

Por sua vez, Marcos BR deixa claro que é contra a viável transferência de endereço da Ciretran, no momento, por conta da terrível crise financeira porque passa o município e, portanto, existem outras prioridades a serem enfrentadas. Como exemplos, ele cita o fechamento de buracos, o fim da falta de iluminação pública, a compra de remédios, o conserto e a aquisição de viaturas para a Guarda Civil Municipal (GCM) e de ambulâncias, já que a frota encontra-se, totalmente, sucateada, entre outras, carências locais. “Enfim, seria favorável ao convênio após o Executivo resolver esses problemas que tanto afetam o povo”, diz. Até agora, das 645 cidades paulistas apenas um pouco mais de 100 delas aderiram ao acordo.

Pela possível parceria o Detran quer que o imóvel tenha um mínimo de 300 metros de área e situe-se próximo ao centro da cidade. Além de pagar o aluguel estima-se em R$5 mil mensais, a Prefeitura bancaria ainda água, luz, telefone e funcionários.  Marcos BR também preocupa-se com a necessidade de segurança noturna e aos finais de semana, tendo em vista, que o alto índice de roubos e furtos de documentos de circulação de carros, entre outros. “Na verdade, os criminosos usam os dados para esquentar veículos roubados”, diz Marcos BR. Em compensação, Ciretran atende na atual sede própria  há 25 anos e nunca registrou nenhum tipo de furto e roubo.

Por Pedro Ferreira, em 20/09/2017.