You are currently viewing Vereador debate a regularização de áreas no Jardim Dayse

Vereador debate a regularização de áreas no Jardim Dayse

Ferraz de Vasconcelos possui, hoje, mais de 62 núcleos habitacionais esperando pela regularização fundiária por intermédio do programa estadual Cidade Legal, entre eles, o Jardim Deyse I e II. O reconhecimento da titularidade de posse aos moradores dos citado bairro foi tratado durante reunião entre o vereador (1º dir) Claudio Ramos Moreira (PT) e o secretário municipal de Obras, Antônio Carlos dos Santos Ferreira, o Carlinhos (1º esq), o engenheiro Daniel Castro Pereira e o morador Joel Miranda, no último dia 23, no Palácio da Uva Itália.

No caso das áreas localizadas no Jardim Deyse, originalmente, chamado de loteamento Baxmann adquirido pelos moradores, em 1996, o processo de regularização fundiária fruto da parceria entre a Prefeitura da cidade e a Secretaria de Estado da Habitação 164 famílias poderão ser beneficiadas com a medida tão aguardada pelos interessados. Os imóveis em questão situam-se no final da Avenida Rosa Teixeira Bueno, com as Ruas Francisco Fernandes e Jorge Paz da Cruz. As tratativas para legar os dois núcleos habitacionais começaram, em 2015.

No momento, segundo o secretário Carlinhos, o processo de licitação para a contratação da empresa responsável por todo o processo de regularização fundiária pelo governo estadual encontra-se em fase de conclusão, o que poderá acontecer até agosto. Ele informou ainda, que, em 2012, o então prefeito, Jorge Abissamra (PSB), o Dr. Jorge, no afã de angariar votos para o seu candidato Claudio Ramos chegou a fazer a imissão de posse dos imóveis, porém, não registrou a documentação em cartório e, além disso, não pagou a pessoa que realizou todo o mapeamento. Enfim, enganou os moradores.

Desta vez, tudo está sendo providenciado de forma correta e dentro da mais perfeita legalidade, justamente, para evitar mais uma frustração aos munícipes interessados. Por sua vez, para obter informações recentes de como anda o processo de regularização fundiária dos núcleos I e II e da Fazenda Itajuibe, o vereador Claudio Ramos já pediu ao presidente da Câmara Municipal, Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha, o envio de um ofício para a coordenadoria do programa Cidade Legal, em São Paulo. O documento deve ser encaminhado nos próximos dias.

Por Pedro Ferreira, em 29/06/2017.