You are currently viewing Inha propõe reunião para tratar da dívida com a Sabesp

Inha propõe reunião para tratar da dívida com a Sabesp

Para compreender melhor como Ferraz de Vasconcelos acumula uma dívida de R$60 milhões com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) ao longo dos últimos anos, o presidente da Câmara Municipal, vereador Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha (foto) quer agendar uma audiência com a cúpula regional da empresa, em breve. Segundo ele, o assunto afeta diretamente os interesses do município e, portanto, a Casa precisa tomar conhecimento de toda a realidade do caso.

Ainda, de acordo com Inha, além de procurar saber a respeito do montante da dívida, o pessoal da Sabesp tem de explicar para os vereadores quanto à empresa de economia mista vem investindo na cidade em saneamento básico e, sobretudo, qual é o percentual correto de esgoto tratado. O presidente acrescentou também que essa contrapartida da Sabesp faz parte do atual contrato de concessão de 30 anos renovado, em 2009.

“Na verdade, a Sabesp é uma firma lucrativa e, neste caso, em nome da sociedade ferrazense nós vereadores queremos ter ciência de como esse débito gigantesco da ordem de R$60 milhões não fora renegociado bem antes pelas partes envolvidas”, diz Inha. Para agravar ainda mais a já combalida saúde financeira local, segundo o vereador Luiz Fabio Alves da Silva (PMDB), o Fabinho, desse total a Prefeitura Municipal pode ser obrigada a pagar, de imediato, mais de R$11 milhões.

O petista Claudio Ramos Moreira (PT) acredita que a municipalidade possui condições de permutar o seu débito junto a Sabesp e, ao mesmo tempo, forçar a empresa a realizar obras de saneamento básico na cidade. Além da dívida com a Sabesp, o Poder Executivo tenta parcelar ainda um rombo de mais de R$200 milhões com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Com isso, a administração conseguirá ter de volta a sua Certidão Negativa de Débito (CND) e ficar apta a receber ajuda externa.

Por Pedro Ferreira, em 09/05/2017.