You are currently viewing Prefeitura tenta evitar o colapso total em Avenida no Cambiri

Prefeitura tenta evitar o colapso total em Avenida no Cambiri

Com medida paliativa para possibilitar a circulação de ônibus e de outros automóveis no local, a Secretaria de Serviços Urbanos de Ferraz de Vasconcelos colocou uma pequena quantidade de pedriscos na já quase intransitável Avenida Maria Caetano de Abreu, no Cambiri. A obra de emergência foi feita na última sexta-feira, dia 28, na citada pública por solicitação do Ananias Coelho Neto (PSL), o Neto Cambiri (dir), ao diretor da pasta João Paulo Rodrigues na data anterior.

De acordo com o vereador que desde o início de janeiro deste ano quando assumiu o cargo vem brigando para que o departamento competente da municipalidade refaça a camada de asfalto, nos próximos dias, a Prefeitura Municipal promete melhorar ainda mais as condições de tráfego da Avenida Maria Caetano de Abreu. “Na realidade, uma solução definitiva só virá mesmo quando for providenciado um novo asfalto para o local”, comenta Neto Cambiri. O caos na Avenida prejudica moradores, motoristas e, principalmente, estudantes.

O vereador rebateu informações veiculadas nas redes sociais dando conta de que coletivos da concessionária Radial deixariam de passar pela referida via pública, a partir desta segunda-feira, dia 1º. Por sua vez, segundo o portal G1 da TV Diário de Mogi das Cruzes, afiliada a Rede Globo, consultada a empresa não desmentiu e nem confirmou se mantém os seus ônibus circulando na Avenida Maria Caetano de Abreu e no restante das Ruas situadas no Cambiri. Na prática, cabe ao Poder Executivo resolveu o impasse.

Sem dinheiro para realizar a manutenção da Avenida Maria Caetano de Abreu, a administração tentou costurar o apoio da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), no mês passado. No fundo, o governo local propôs que a empresa fizesse o recapeamento de um trecho de cerca de 400 metros de extensão, porém, até agora o apelo não surtiu nenhum tipo de efeito. Além disso, por causa do sucateamento do seu maquinário, a Prefeitura Municipal quer terceirizar o tapa-buracos.

Por Pedro Ferreira, em 02/05/2017.