You are currently viewing Monitoramento por câmeras poderá ser reativado em 60 dias

Monitoramento por câmeras poderá ser reativado em 60 dias

Fora de uso desde a gestão passada, o monitoramento por câmeras de Ferraz de Vasconcelos poderá ser reativado em 60 dias. A garantia foi dada pelo prefeito, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta, na reunião ordinária do Conselho Comunitário de Segurança Pública (Conseg), na quinta-feira, dia 30, na Associação Comercial e Industrial (Acifv), no centro. O encontro (foto) reuniu ainda o vice-prefeito Dr. Karim, o presidente da Câmara Municipal, Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha, mais 11 vereadores, secretários municipais representantes das Polícias Militar e Civil e da sociedade em geral.

Além de assegurar a volta da vigilância por meio eletrônico em pontos estratégicos da cidade, aliás, uma reivindicação antiga do Conseg,  Zé Biruta também anunciou que apesar da falta de dinheiro a Prefeitura Municipal continua parceria de órgãos estaduais instalados no município, mas infelizmente não tem condições de atender toda a demanda existente como, por exemplo, ceder servidores. Hoje, seriam necessários pelo menos designar 50 funcionários, porém, como precisa reduzir os gastos com a folha de pagamento estourada em mais de 54% não tem como fazer.

Neste caso, o prefeito propõe aprofundar o debate a respeito da segurança pública que é uma obrigação constitucional do Estado, contudo, o município atua como força auxiliar para cobrar mais investimentos ao governador, Geraldo Alckmin (PSDB). Com a Guarda Civil Municipal (GCM) à míngua, Zé Biruta vai pedir a doação de viaturas usadas ao prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB). No momento, a maioria dos carros encontra-se baixada e boa parte deles foi devolvida a locadora por falta de pagamento. “Na realidade, o Estado joga o problema para o município resolver”, diz.

Presente na reunião, o delegado titular do 1º Distrito Policial (DT), na Vila Santa Margarida Márcio Cursino dos Santos disse que por falta de servidores, já que perdera sete funcionários da municipalidade a unidade corre o risco de fechar às portas. Por isso, implora o apoio para evitar essa medida drástica. Já o comandante da 3ª Companhia da Polícia Militar capitão Roberto Leandro da Cruz  (foto) informou que a corporação tem feito o possível para garantir a segurança da população, todavia, a violência só aumenta. O oficial admite inclusive desativar a base comunitária fixa na Praça Independência, no centro, e transformá-la em unidade móvel.

                                                        União

O presidente do Legislativo (em pé) afirmou que os poderes públicos precisam se unir para tentar encontrar uma ação articulada para frear a onda de crimes reinante na cidade. Para ele, o povo quer resposta rápida e, portanto, as autoridades responsáveis agirem para, no mínimo, oferecer uma sensação de segurança pública ao cidadão em geral. Inha também falou sobre a mudança da base comunitária fixa para um posto móvel, na região central da cidade. Segundo ele, o ideal será manter a estrutura atual e reforçar o policiamento com uma equipe móvel. Ele colocou a Casa à disposição. Além disso, o prefeito cobrou mais ação de Zé Biruta e ofereceu a Casa para sediar reuniões do Conseg. O presidente do órgão Kleber Leite Siqueira agradeceu a presença de todos.

Por Pedro Ferreira, em 31/03/2017.