You are currently viewing Renatinho luta pela reativação do Centro de Arte e Cultura

Renatinho luta pela reativação do Centro de Arte e Cultura

Após articulação do Renato Ramos de Souza (PPS), o Renatinho Se Ligue (2º esq), ex-professores do Centro de Arte e Cultura (CAC) de Ferraz  se reuniram com o prefeito da cidade, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta, na sexta-feira, dia 3. No encontro, foi discutido o retorno das aulas no local. Na ocasião, profissionais do ballet, jazz, zumba e de street dance fizeram um balanço das atividades ao longo dos anos. O espaço situa-se na Avenida Brasil, 996, no Sítio Paredão.

De acordo com os dançarinos até o ano passado, o CAC atendia cerca de dois mil alunos, dividido em turmas de dança e teatro, mas devido a problema estruturais, não retornou às atividades agora, em 2017. Por isso, alunos e professores do espaço público resolveram pedir o apoio do Renatinho Se Ligue para reiniciar os trabalhos. Para o vereador que é um grande defensor da cultura na cidade, não teria como negar a fazer a ponte entre os professores e o Poder Executivo.

“Na verdade, antes mesmo de ser eleito, já acompanhava os movimentos culturais locais e no caso do CAC considero a situação bastante caótica desde a época em que o projeto teve seu início”, diz. Hoje, na condição de vereador afirma que tem o dever de ajudar os professores e alunos que dedicam diariamente suas vidas no único espaço cultural da cidade. “No nosso mandato vou lutar para que as políticas públicas voltadas à cultura sejam de fato cumpridas”, argumenta o jovem parlamentar.

Depois de ouvir as reivindicações da classe, Zé Biruta garantiu que as aulas devem ser retomadas na segunda quinzena do mês de abril, já que até lá o processo de contratação dos professores estará concluído. Além disso, o prefeito prometeu reformar o prédio alugado para melhor atender os alunos. Com isso, quando todos os contratos forem assinados e o espaço readequado será iniciado o período de novas inscrições. A ideia é manter e ampliar o número de participantes dos cursos de dança e de teatro.

Por Pedro Ferreira.