You are currently viewing Vereadores querem prioridade na retomada das obras da sede

Vereadores querem prioridade na retomada das obras da sede

 Insatisfeitos com as atuais e precárias acomodações da Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos, na Avenida D. Pedro II, 234, no centro, os vereadores recém-emposssados querem prioridade da nova gestão em relação ao reinício das obras da futura sede própria da Casa, na Rua Deputado Queiroz Teles, na Vila Romanópolis. O assunto foi tratado em reunião entre um grupo de parlamentares (foto) e o secretário municipal de Obras Antonio Carlos dos Santos Ferreira, o Carlinhos, na terça-feira, dia 02, no Palácio da Uva Itália.

Único remanescente da administração do ex-prefeito, José Izidro Neto (PMDB), Carlinhos explicou detalhes da planta do imóvel aos vereadores e afirmou que está tomando pé da situação, já que o andamento dos serviços não estava afeto a sua atribuição para, juntamente, com o gestor, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta, dá uma posição oficial sobre a reivindicação. Na realidade, o secretário promete fazer um minucioso levantamento financeiro para levar a Zé Biruta e depois agendar outra reunião com os vereadores para esmiuçar o assunto, em breve.

“Na prática, a obra parada representa prejuízo para a municipalidade, a construtora responsável pela edificação e, sobretudo, ao próprio Poder Legislativo”, diz Carlinhos. Orçada em R$3,4 milhões, a construção da nova sede definitiva começou em maio de 2015 e tinha conclusão prevista para 12 meses, porém, imprevistos na medição e na execução orçamentária acabaram atrapalhando o término do edifício dentro prazo estipulado. Em agosto do ano passado, segundo a empreiteira Arcan cerca de 70% da estrutura física da obra estão finalizados.

A nova sede da Câmara Municipal será composta por 19 gabinetes, dois a mais do que o necessário, mas, a então direção da Casa decidiu pensar num possível aumento no número de cadeiras, ideia descartada no momento. Além disso, a parte administrativa contará com um arquivo morto, almoxarifado, sala da chefia de gabinete, assessoria de Imprensa, procuradoria, xérox, copa, coordenadoria de frota, secretaria-geral e da presidência. O diferencial é que o edifício terá total acessibilidade em contraste com o atual alugado por um pouco mais de R$14 mil mensais pela Prefeitura da cidade.

                                    Símbolo

Para o novo presidente da Casa, Flavio Batista de Souza (PTB), trata-se de uma obra importante para a cidade em geral. Por isso, os vereadores querem pressa na solução do caso. A comitiva contou ainda com Alexandre Barbosa dos Santos (PDT), o Professor Xandão, Ananias Coelho Neto (PSL), o Neto Cambiri, Eliel de Souza (PR), o Eliel da Fox, Renato Ramos de Souza (PPS), o Renatinho Se Ligue, Claudio Roberto Squizato (PSB), José Nelson Ferreira (PRB), o Pastor Nelson, Antonio Marcos Atanazio (PMDB), o Marcos BR, Pedro Paulo de Almeida (PR), o Professor Pedro, José Aparecido Nascimento (PT), o Aparecido Marabraz, Agílio Nicolas Ribeiro David (PSB) e Hodirlei Martins Pereira (PPS), o Mineiro.

Por Pedro Ferreira.