You are currently viewing Sabesp ignora requerimento de vereador para fechar buraco

Sabesp ignora requerimento de vereador para fechar buraco

buraco-aberto-pela-sabesp-na-rua-leonor-carvalho-na-vila-santo-antonioPela segunda vez em menos de dois meses, o vereador Luiz Tenório de Melo (PR) decidiu acionar a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) para que faça o fechamento de um buraco (foto) na altura do número 327 da Rua Leonor Barroso de Carvalho, no Jardim Júlio de Carvalho, na região da Vila Santo Antonio, em Ferraz de Vasconcelos. A solicitação em forma de requerimento foi apresentada na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 21.

No documento, Luiz Tenório destaca que a empresa ao fazer o conserto da rede distribuidora de água ou da rede coletora de esgoto acaba danificando o asfalto, porém, quase nunca deixa o trecho da via pública como antes. Por sua vez, o vereador lamenta ainda o fato de a Divisão Regional de Itaquaquecetuba responsável pelo atendimento em Ferraz de Vasconcelos não ter atendido o seu primeiro pedido, em 26 de setembro deste ano.

“Com isso, infelizmente, mais uma vez a Sabesp atua com total desrespeito ao interesse público, já que o fechamento da cratera na Rua Leonor Barroso de Carvalho é de sua inteira responsabilidade”, dispara Luiz Tenório. O parlamentar aproveita também para criticar a falta de fiscalização de serviço feito pela empresa no município pela administração local. Para ele, o governo municipal precisa ser mais rigoroso no momento de acompanhar o trabalho da Sabesp.

trecho-esburacado-da-rua-leonor-barroso-de-carvalho-na-vila-santo-antonioLuiz Tenório acrescentou ainda que senão bastasse o grande número de buracos espalhados pela cidade, o péssimo serviço executado pela Sabesp termina contribuindo para piorar a conservação de vias públicas em geral. A própria Rua Leonor Barroso de Carvalho (foto) é um exemplo típico da presença de buraqueira. Por isso, ele também pediu a municipalidade o fechamento de buracos em toda à sua extensão, na segunda-feira, dia 21.

Por Pedro Ferreira.