You are currently viewing Calha quebrada prejudica crianças em creche municipal

Calha quebrada prejudica crianças em creche municipal

Creche Adelino Marques no centro de FerrazUma calha danificada no pátio principal do Centro de Educação Infantil (CEI) Adelino Gomes Marques (foto), no antigo Serviço Social da Indústria (Sesi) na Avenida D. Pedro II, 277, no centro, está afetando o cotidiano de crianças e professores em geral. Para acabar com o problema, o vereador Edson Elias Khouri (PSB), o Edson Cury solicitou informações urgentes a Prefeitura de Ferraz questionando quando será feito o conserto do cano.

A cobrança do socialista em forma de requerimento foi aprovada, por unanimidade, na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 23. No documento, Edson Cury reconhece que a municipalidade realizou algumas manutenções recentes na creche, porém, não fez o devido reparo do tubo que não dá mais vazão da água quando chove impossibilitando assim a sua utilização pelas crianças, professores e colaboradores de um modo geral.

O agravante é que em dia de chuva, as mais de 250 crianças atendidas na creche municipal não podem usar o pátio e, neste caso, a solução encontrada por professores é manter a criançada dentro da sala de aula o dia todo. “Tratar-se, portanto, da educação infantil e, ao mesmo tempo, aquelas crianças não podem ficam retidas em sala de aula porque uma simples calha precisa ser trocada”, lamenta o vereador. Agora,  Edson Cury disse que só espera as medidas cabíveis pelo governo local.

Vereador Edson Cury (PSB) pede reparo em calha de crecheO vereador (foto) também cobrou o fechamento de um grande buraco situada na Rua Masato Sakai, no Jardim Rosana. Segundo ele, a presença da cratera paralela ao córrego já causou inclusive a queda de veículos provocando prejuízos materiais aos proprietários. Por sua vez, os moradores passam por dificuldades para transitar por aquele trecho da via pública, justamente, devido ao enorme buraco. “Motoristas e munícipes imploram o fim da cratera no local”, finaliza Edson Cury.

Por Pedro Ferreira.