Tonho denuncia possível foco de dengue em espaço público

Tonho denuncia possível foco de dengue em espaço público

Entulhos e bens inservíveis em pátio da Prefeitura no Jardim do PapaiEm suas andanças costumeiras pela cidade de Ferraz de Vasconcelos, o vereador Antonio Carlos Alves Correia (PPS), o Tonho, acabou descobrindo a existência de um possível criadouro do mosquito transmissor da dengue, o Aedes Aegypti, exatamente, onde funciona o depósito da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos na Rua Pio XII, no Jardim do Papai. No local, ele encontrou entulhos e materiais inservíveis (foto), entre eles, carros velhos da frota da municipalidade. Por isso, o vereador pede providências urgentes para eliminar aquele viável foco do mosquito da dengue.

 Vereador Tonho (PPS) descobre foco de dengue em espaço públicoEm função da gravidade do assunto no momento, sobretudo, por causa da epidemia da doença, assim como, da febre amarela urbana, da chikungunya e da zika vírus, essa última responsável por causar microcefalia no cérebro ainda em formação, Tonho (foto) aguarda uma resposta positiva da Prefeitura Municipal nos próximos dias. Em contrapartida, o vereador promete inclusive responsabilizar o governo local caso nada seja feito para eliminar aquele foco do mosquito causador de várias enfermidades. “Além de fazer uma indicação nesse sentido, já conversei com o prefeito em exercício, José Izidro Neto (PMDB) e cobrei medidas imediatas para resolver o problema”, diz.

Além disso, o vereador pretende continuar as suas peripécias pela cidade com a finalidade de fiscalizar o que vem sendo realizado pela administração municipal como, aliás, é uma praxe durante o exercício de sua atividade parlamentar desde 2009 quando assumiu o cargo pela primeira vez. Ainda, segundo ele, no momento em que o poder público não faz o seu dever de casa, ou seja, não combate a possível presença de um criadouro do temível Aedes Aegypti num ambiente de sua responsabilidade fica complicado bater a porta do cidadão e, com isso, exigir a adoção de ações para evitar a proliferação desse agente transmissor de doenças.

Vereador Fabinho (PMDB) cobra exemplo da Prefeitura no combate a dengueO ponto de vista de Tonho é compartilhado pelo colega de Casa (foto) Luiz Fábio Alves da Silva (PMDB), o Fabinho. Para ele, ao deixar de cumprir o seu papel, a Prefeitura da cidade não tem o moral suficiente para cobrar do morador, isto é, usa dois pesos e duas medidas. Por sua vez, Fabinho é um velho defensor de que o poder público dê o exemplo, principalmente, em relação à limpeza de terrenos pertencentes à municipalidade espalhados pela cidade. “Na realidade, o governo municipal em geral não cuida como deveria ser do seu patrimônio, mas, exige do munícipe tudo certinho. Enfim, aplica ao cidadão o rigor da lei”, comenta Fabinho.

Por Pedro Ferreira.

Compartilhe nas Redes Sociais:
Fechar Menu