You are currently viewing Claudio Ramos critica secretário por não agendar reunião com a Radial

Claudio Ramos critica secretário por não agendar reunião com a Radial

Vereador Claudio Ramos (PT) critica  falta de resposta de secretárioEnquanto espera uma resposta de um requerimento de sua autoria, em 15 de fevereiro do corrente, cobrando uma resposta da Radial sobre o número de linhas de ônibus que presta atendimento até o Hospital Regional Dr. Osíris Florindo Coelho, na Vila Corrêa, o vereador  (foto) Claudio Ramos Moreira (PT) criticou o secretário municipal dos Transportes e Mobilidade Urbana, Flávio Batista de Souza, o Inha, por prometer articular uma reunião com a direção da empresa concessionária para discutir a volta dos itinerários e até agora nada. A fala ocorreu na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 07.

Por isso, Claudio Ramos disse que continua aguardando um posicionamento oficial por parte do referido secretário. Na realidade, tudo que o vereador deseja é ter um encontro com o pessoal da Radial e passar a limpo o retorno ou não das linhas de ônibus que transportam passageiros, sobretudo, dos Jardins São José, Yone, Nove de Julho, do Parque Imperial e da região do Camibri. No momento, os coletivos da concessionária fazem parada final na estação ferroviária, no centro. Em virtude disso, o munícipe que precisa ir até o Regional tem de pagar uma nova tarifa de R$3,80.

Segundo Claudio Ramos, após a desativação das linhas que circulavam, diretamente, até a unidade hospitalar aumentou a cobrança de usuários a maioria dos vereadores. Além disso, o parlamentar atacou a Radial por tentar convencer os seus passageiros a usar o cartão Com Ferraz que dá direito a integração com outros itinerários no período de 1h. Para ele, esse sistema adotado é enganoso como sempre o usuário acaba pagando a conta. Na tribuna, ele considerou estranho o fato de o fim das linhas não ter sido comunicado a pasta dos Transportes e Mobilidade Urbana.

Claudio Ramos negou ainda que a sua intenção ao cobrar uma resposta sobre o assunto seja a de “fritar” o secretário. Ao contrário, o vereador acredita que a medida serve inclusive para fortalecer cada vez mais a atuação do titular da pasta. “O Inha tem o nosso respeito, porém, a verdade é que a Radial faz o que quer na cidade”, dispara. Em defesa do secretário, o vereador Willians Santos (PSB), o Willians do Gás afirmou que a empresa independe da Secretaria Municipal dos Transportes e Mobilidade Urbana, ou seja, tem autonomia para trabalhar.

Por Pedro Ferreira.