You are currently viewing Tonho detecta mais de 110 pontos escuros na cidade

Tonho detecta mais de 110 pontos escuros na cidade

Vereador Tonho (PSD) aponta pontos escuros no município.Em menos de cinco dias até a última segunda-feira, dia 21, o vereador oposicionista (foto) Antonio Carlos Alves Correia (PSD), o Tonho, conseguiu levantar mais de 110 pontos escuros na cidade. Em razão disso, o parlamentar fez uma recomendação a Prefeitura Municipal de Ferraz de Vasconcelos na sessão ordinária, na segunda-feira. No documento, ele pede a municipalidade para proceder à troca de lâmpadas queimadas ou com defeitos em vários bairros locais.

No levantamento, o vereador Tonho constatou a falta de iluminação pública em vias públicas situadas, por exemplo, no centro, no Tanquinho, nos Jardins Bela Vista, Tinoco, São João, São Fernando, nas Vilas Jurema e Santa Margarida, na Cidade Kemel e no Núcleo do Itaim, entre outras, localidades. Neste último bairro, ele acredita que a situação seja a mais grave de todas, tendo em vista, abrigar o parque industrial e, com isso, ter a movimentação intensa de trabalhadores, a partir das 22h e nas primeiras horas do dia.

Como consequência desse completo estado de escuridão em inúmeros pontos na cidade, o cidadão de bem fica a mercê da ação de marginais que aproveitam-se da ausência de claridade para atacá-lo, ou seja, praticar assaltos. Profundo conhecer dessa triste e inconteste realidade, Tonho o classifica como absurda. “Afinal de contas, cuidar da iluminação reflete, diretamente, na segurança pública do munícipe”, dispara Tonho. O vereador questiona ainda o destino exato da arrecadação mensal de R$360 mil com a Contribuição de Iluminação Pública (CIP).

Em contrapartida, o presidente da Câmara Municipal, Roberto Antunes de Souza (PMDB) se contrapôs aos argumentos do colega dizendo que a atual administração herdou uma dívida enorme no setor da gestão passada e, portanto, o dinheiro proveniente da taxa vem sendo usado para amortizar esse débito financeiro junto a Bandeirante. Além disso, o comandante da Casa criticou o comportamento de alguns moradores que não colaboram para manter a cidade iluminada exemplificando o caso de colocação ou troca de luminárias em vielas, mas, danificadas ou até mesmo furtadas.

Por Pedro Ferreira.