You are currently viewing Alegrete insiste na instalação de ecopontos nas divisas

Alegrete insiste na instalação de ecopontos nas divisas

Vereador Aurélio Alegrete (PPS) quer ecopontos em bairrosAutor da Lei nº 3.185, de 03 de outubro de 2013, que institui a Política Municipal de Resíduos Sólidos de Ferraz de Vasconcelos, o vereador (foto) Aurélio Costa de Oliveira (PPS), o Aurélio Alegrete voltou a cobrar a instalação de ecopontos destinados a restos da construção civil, principalmente, em bairros nas divisas do município. Em discurso na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 18, o parlamentar disse que esse trabalho de descarte correto de materiais sólidos poderá ser feito por meio de Parceria Público-Privado (PPP).

Além disso, a instalação de ecopontos em bairros limítrofes pode contar ainda com a cooperação da prefeitura paulistana, por sinal, considerada a maior produtora de resíduos sólidos no País. Aliás, a própria capital é um exemplo bem-sucedido da coleta ideal de restos da construção civil. Para Aurélio Alegrete, além da atuação firme do poder público em geral em relação ao assunto, a comunidade também precisa dá a sua contribuição, ou seja, não jogar lixo em qualquer lugar e, com isso, contribuir para a preservação do meio ambiente.

No Legislativo, Aurélio Alegrete destaca-se por ser um defensor incansável da promoção do desenvolvimento sustentável pela administração da cidade levando sempre em consideração a responsabilidade compartilhada e o respeito aos aspectos locais e regionais. Na prática, a Política Municipal de Resíduos Sólidos possui como principal foco incentivar a coleta seletiva de lixo. Com isso, seria possível estimular a criação cada vez mais de cooperativas de catadores gerando para tanto renda e, ao mesmo tempo, evitar problemas ambientais.

Na sessão ordinária, Aurélio Alegrete aproveitou também para tecer elogios ao secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, José Valverde Machado Filho por fechar, recentemente, uma parceria direcionada a programas e ações voltada aos resíduos sólidos com a Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb), da Prefeitura de São Paulo. De acordo com o vereador, esse acordo de cooperação mútua é muito importante para que o município possa oferecer uma alternativa adequada, no tocante, ao destino de resíduos da construção civil.

Por Pedro Ferreira.