You are currently viewing Pais denunciam insegurança no entorno do Sesi no Juliana

Pais denunciam insegurança no entorno do Sesi no Juliana

Vereador Roberto de Soua (PMDB) exige mais segurança para o Sesi no JulianaPais de alunos do Serviço Social da Indústria (Sesi) situado no Jardim Juliana, em Ferraz de Vasconcelos, criticaram a falta de segurança, principalmente, no horário de entrada e saída dos estudantes. Para tentar minimizar a situação de perigo, um grupo de pais reuniu-se com o presidente da Câmara Municipal (foto) Roberto Antunes de Souza (PMDB), na segunda-feira, dia 06. Em resposta, o vereador apresentou um requerimento cobrando um reforço no patrulhamento ostensivo no entorno da unidade ao comandante da 3ª Cia da Polícia Militar, capitão Nei Eduardo de Paula.

Além disso, o presidente fez uma indicação a Prefeitura Municipal para que determine em caráter de urgência a presença de uma viatura da Guarda Civil Municipal (GCM) para também intensificar o policiamento nas proximidades do Sesi, no Jardim Juliana. De acordo com relatos de pais, alunos estão sendo abordados de maneira constante por marginais, ou seja, são assaltados quase que todos os dias perdendo, por exemplo, tênis, dinheiro e celulares, entre outros, objetos. Por isso, eles clamam por uma ação efetiva das autoridades policiais locais para coibir a investida de meliantes.

Para Roberto de Souza que há mais de 30 anos atua na área da segurança pública, compete ao governo estadual assegurar a tranquilidade ao cidadão em geral e não deixar o povo a mercê da bandidagem como acontece no momento. Ainda, segundo ele, o pai de família não recebe a atenção devida quando procura um órgão policial para reclamar da falta de segurança. “Na verdade, o cidadão de bem não tem a quem pedir socorro quando é vítima de algum marginal. Em resumo, predomina a impunidade de um modo geral”, comenta Roberto de Souza.

Essa descrença da comunidade na atuação das polícias acaba contribuindo para mascarar os números da criminalidade, isto é, como o trabalhador não vai ao Distrito Policial (DP) fazer o Boletim de Ocorrência (BO) fica a sensação de normalidade para as autoridades competentes. Roberto de Souza destacou o apoio da municipalidade ao setor da segurança pública, no entanto, apenas o esforço do Executivo local não tem sido suficiente para atenuar o problema. Em todo caso, ele disse que o Legislativo está vigilante a tudo que está acontecendo na área e pediu a união de todos no enfrentamento à violência.

Por Pedro Ferreira.