You are currently viewing Quadra abandonada espera por reforma no CDHU

Quadra abandonada espera por reforma no CDHU

Vereador Maicon do CDHU (PRP) visita quadra abandonada no bairroMorador no bairro, o vereador (foto) Michael Carneiro Aparecido (PRP), o Maicon do CDHU sente na pele a pressão diária de munícipes que exigem uma solução urgente para resolver a falta de limpeza e a reforma na quadra localizada na Rua Américo Trufelli, 31, no Conjunto Residencial José Chacon Moriel, em Ferraz de Vasconcelos. Decidido a sanar o problema, o vereador fez uma indicação ao Poder Executivo na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 09.

Na sugestão, Maicon do CDHU afirma que devido ao abandono em que se encontra o lugar reservado ao lazer e a prática de atividades esportivas pela comunidade está, completamente, tomado por densa vegetação, o que só contribui para aumentar a revolta de usuários. “No fundo, aquela quadra está devastada e, portanto, a Prefeitura Municipal precisa fazer algo com a máxima brevidade, já que, a população em geral há muito tempo anseia para utilizar o espaço público”, comenta Maicon do CDHU.

Além disso, na mesma sessão ordinária, o parlamentar pediu ainda a municipalidade à reconstrução de calçada em frente ao número 55 da Rua Américo Trufelli. A via pública, segundo ele, é bastante usada como rota por milhares de moradores incluindo estudantes e por conta de o passeio ter sido destruído são obrigados a andar no meio da rua e, com isso, o risco de sofrer um algum tipo de acidente torna-se cada vez iminente.

Quadra tomada por mato no CDHUPor outro lado, Maicon do CDHU lamenta que providências com essa mesma finalidade já foram feitas a administração da cidade, entretanto, até o momento os problemas continuam sem aparente solução. “O fato é que tanto a situação vexatória da quadra (foto) e a falta de calçada em trechos da Rua Américo Trufelli terminam aumentando o descontentamento de cidadãos contra o poder público municipal. Portanto, espero que com esse reforço nas justas reivindicações, finalmente, alguma coisa seja realizada”, conclui Maicon do CDHU.

Por Pedro Ferreira.