You are currently viewing Para vereador, Ferraz poderá adotar táxi compartilhado

Para vereador, Ferraz poderá adotar táxi compartilhado

Vereador Edson Cury (PSB) propõe  novo modelo de transporte por táxiComo alternativa para aliviar os problemas relacionados ao atendimento no transporte coletivo local, o município de Ferraz de Vasconcelos poderá adotar o sistema de táxi compartilhado, em breve. A novidade no transporte público, na cidade, está sendo sugerida a Prefeitura Municipal pelo vereador (foto) Edson Elias Khouri (PSB), o Edson Cury. A sugestão foi apresentada na última sessão ordinária deste ano, na segunda-feira, dia 15.

Para ele, a iniciativa sem dúvida alguma serviria para suprir uma lacuna deixada pela empresa concessionária Radial e, ao mesmo tempo, permitir a população passar a contar com um sistema de transporte coletivo eficiente, o que, infelizmente, não acontece no momento. Afinal de contas, de acordo com usuários, a qualidade do serviço prestado é péssima, sobretudo, por registrar constantes atrasos em pontos de ônibus. “Aliás, a implantação desse modelo de transporte viria, na prática, a consumar o que já existe hoje”, descreve Edson Cury.

Enfim, a criação do chamado táxi compartilhado já é uma reivindicação antiga da categoria. Pelo sistema que poderá funcionar, oficialmente, no município, os taxistas cadastrados, previamente, transportariam, no mínimo, dois passageiros ajudando, com isso, no uso menor da frota por particulares e contribuindo para desafogar o fluxo de veículos, principalmente, na região central da cidade. Entusiasmado com a ideia formulada ao Poder Executivo, Edson Cury acredita que a sua indicação tem tudo para sair do papel.

O socialista lembra que o sistema de táxi compartilhado ou táxi alternativo ao comum já fora aprovado pela Câmara Municipal de São Paulo e aguarda apenas a sanção do prefeito, Fernando Haddad (PT) para entrar em vigor. Pelo texto dos vereadores Ricardo Young (PPS) e Laércio Benko (PHS), os taxistas cadastrados operariam em rotas específicas de segunda a sexta-feira, das 6h às 24h, saindo de estações de ônibus, metrô e trens com destino a shoppings e parques. Em Belo Horizonte (MG), essa modalidade de transporte atende mais de 12,5 mil usuários por dia.

Por Pedro Ferreira.