You are currently viewing Para vereador, Prefeitura precisa investir mais na GCM

Para vereador, Prefeitura precisa investir mais na GCM

Vereador Willians do Gás (PSB) defende mais investimentos na Guarda MunicipalMesmo considerando válida e, ao mesmo tempo, apoiando a tentativa de colegas em busca de melhorias para o caos instalado na segurança pública, em Feraz de Vasconcelos, junto a autoridades estaduais, o vereador (foto) Willians Santos (PSB), o Willians do Gás, acredita numa solução muito mais caseira para, no mínimo, atenuar o gravíssimo problema da violência no município. Segundo ele, a saída mais viável no momento seria a Prefeitura Municipal investir pesado na própria Guarda Civil Municipal (GCM).

Neste caso, ele propõe que a administração da cidade aumente o quanto antes o efetivo da corporação por meio de um concurso público, compre ou alugue mais viaturas, instale bases móveis em bairros e dote a instituição de equipamentos modernos de segurança, entre outras, medidas que podem e devem ser adotadas. Com essa ação concreta ação municipal, ou seja, com a presença maciça de agentes nas ruas, seguramente, a população ferrazense sentiria ao menos uma sensação de segurança pública. Afinal, trata-se de um tema bastante preocupante.

O vereador cita como exemplo o que vem sendo feito pelos municípios paulistas de Barueri, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Osasco, Itapevi e de Campinas. Naquelas cidades, as Guardas Civis Municipais (GCMs) têm uma atuação preponderante no combate à criminalidade em parceria com as polícias Militar e Civil. ”Já aqui em Ferraz de Vasconcelos apesar do esforço de agentes locais não vemos a nossa corporação atuando com tanta firmeza na luta contra a violência, assim como, das outras polícias”, comenta Willians do Gás. Aliás, essa é uma visão unânime da Casa.

Para ele, o prefeito municipal, Acir dos Santos Filló (PSDB), o Acir Filló precisa dar a sua contribuição mais efetiva em prol da área da segurança pública, isto é, meter o dedo na ferida, o que inclui o fortalecimento urgente do trabalho da GCM. Além disso, o chefe do Poder Executivo tem de liderar o movimento para cobrar uma ação mais eficiente das polícias Militar e Civil no município. Hoje, o protagonismo objetivando encontrar uma resposta ao clamor dos quase 200 mil moradores para o setor tem sido feito pela Câmara Municipal, o que, infelizmente, não surte o efeito esperado.

                                                  Poder de polícia

            Com a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC-534) pelo Congresso Nacional e sancionada pela presidenta, Dilma Rousseff (PT) este ano, que alterou o artigo 144 da Carta Magna, as GCMs passaram a ter o poder de polícia e não apenas o dever de zelar pela segurança de bens públicos. Em função disso, mais cedo ou mais tarde, a cobrança do vereador Willians do Gás para que o Poder Executivo reestruture a corporação, fatalmente, a medida vai ganhar viabilidade, em breve.

Por Pedro Ferreira.