You are currently viewing Vereador denuncia sucateamento de aparelhos em centro

Vereador denuncia sucateamento de aparelhos em centro

Maca e protetor quebrados em centro de fisioterapiaO Centro de Fisioterapia, no Jardim Castelo, em Ferraz de Vasconcelos, voltou a ser alvo de críticas do vereador Edson Elias Khouri (PSB), o Edson Cury, na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 22.  Na ocasião, o socialista denunciou o suposto abandono de equipamentos, entre eles, maca e protetor (foto), tênsil e ultrassom que deveriam estar em perfeito estado de conservação na clínica municipal. O parlamentar já coordenou a unidade, de 2005 a 2008 e, portanto, sabe como funciona o cotidiano do órgão.

Edson Cury disse que na mais recente visita ao Centro de Fisioterapia pôde constatar a existência de aparelhos sucateados e, ao mesmo tempo, deixados em locais inadequados, o que representa um verdadeiro descaso por parte da municipalidade com o dinheiro público. Por isso, para evitar o agravamento ainda mais da falta de manutenção dos equipamentos, o vereador sugere providências urgentes a Secretaria Municipal da Saúde.

Na realidade, a estrutura física da unidade também está precisando passar por uma reforma completa, que, aliás, já fora solicitada pelo o próprio vereador Edson Cury no começo deste mês. Além disso, ele cobrou solução em relação ao transporte de pacientes que estaria sendo feito por uma perua kombi caracterizada do Setor de Zoonose. “Enfim, o ambiente no Centro de Fisioterapia não é dos melhores e, com isso, quem perde são os usuários”, lamenta Edson Cury.

Vereador Edson Cury (PSB) denuncia abandono de equipamentos de fisioterapiaTambém no início de setembro, ele (foto) e o colega Antonio Carlos Alves Correia (PSD), o Tonho, usaram a Tribuna da Casa para criticar a arrogância de alguns de funcionários, no tocante, ao atendimento aos pacientes. Esse tipo de comportamento desrespeitoso aos munícipes partiria, sobretudo, da pessoa responsável pela direção Centro de Fisioterapia. Na época, o vereador Clenilson Lima Dias (PSDB), o Quequê admitiu problemas na unidade, mas, atribuiu a culpa em parte a gestão anterior.

Por Pedro Ferreira.