You are currently viewing CEI do Samu ouve últimos depoimentos antes de relatório

CEI do Samu ouve últimos depoimentos antes de relatório

Vereador Roberto de Souza (PMDB) torna público descontentamento com prefeitoNa reta final para concluir o seu relatório, a Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal que apura supostas irregularidades na marcação de ponto eletrônico por então funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Ferraz de Vasconcelos  ouve, novamente, o depoimento de dois médicos implicados no escândalo, além de um ex-motorista. As três oitivas comandadas pelo presidente (foto) Roberto Antunes de Souza (PMDB) ocorrem nesta sexta-feira, dia 29.

Pelo cronograma montado pela CEI do Samu o primeiro a depor será o ex-motorista da municipalidade Edilson Donizete, às 9h. Na sequência, caberá ao médico Felipe de Moraes, às 10h e, finalmente, o também médico Rodrigo Gil de Castro Jorge, às 11h. Na realidade, esses dois últimos profissionais, assim como, o ex-condutor devem esclarecer aos membros da comissão divergências contidas no depoimento do então coordenador do Samu e principal acusado do suposto esquema de fraude, Jorge Luiz Cury a Polícia Civil, em Mogi das Cruzes.

Criada, em março do ano passado, a CEI do Samu já ouviu cinco pessoas, diretamente, envolvidas no caso dos “dedos de silicone”, de demais servidores do órgão e do Departamento de Recursos Humanos (DRH) da Prefeitura Municipal e da própria Secretaria Municipal da Saúde, órgão o qual é subordinado o Samu. No caso das oitivas dadas por médicos aos integrantes da comissão, a maioria foi taxativa em responsabilizar Jorge Cury como mentor do esquema para ludibriar a escala de plantão, ou seja, um médico marcava a presença do colega sem, no entanto, está presente ao trabalho.

Com isso, o atendimento era registrado como, efetivamente, dado, no entanto, na prática, os implicados apenas lesavam o erário público, isto é, recebiam sem trabalhar e depois repassavam o salário por transferência bancária ou depósito tradicional na conta de Jorge Cury. No fundo, a comprovação, de fato, dessas possíveis ilegalidades poderão ser materializadas pela comissão na análise dos sigilos bancários e fiscais de Jorge Cury e da médica flagrada Thauane Nunes Ferreira. O desenrolar dessa movimentação financeira, supostamente, fraudulenta virá à tona no relatório conclusivo a ser divulgado, em breve.

Por Pedro Ferreira.