You are currently viewing Petista cobra data da inauguração de nova estação

Petista cobra data da inauguração de nova estação

Obra da nova estação ferroviária no centroPor estar provocando transtornos, sobretudo, a comerciantes instalados nas redondezas, o vereador petista Claudio Ramos Moreira apresentou um requerimento para que seja encaminhado um ofício ao governo estadual solicitando informações sobre a data de entrega das obras da nova estação ferroviária (foto) da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) entre as Praças Independência e da Bíblia na região central de Ferraz de Vasconcelos. O pedido aprovado, por unanimidade, ocorreu na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 02.

Além disso, a construção da nova estação ferroviária tem contribuído para aumentar a onda de assaltos contra lojistas e pedestres. Em função da insegurança no local e nas suas proximidades por consequência caiu também o faturamento dos estabelecimentos comerciais. Na visão de Claudio Ramos, a conclusão das obras estaria atrasada, o que ele considera mais um desrespeito aos milhares de usuários das composições e, ao mesmo tempo, ao próprio povo ferrazense. Aliás, para o petista, o governador, Geraldo Alckmin (PSDB) procura distância da comunidade em geral.

Em resposta, o presidente da Câmara Municipal, Luiz Fábio Alves da Silva (PSDB), o Fabinho disse que a nova estação deverá ser inaugurada dentro de cinco meses, conforme promessa do próprio governador durante a cerimônia de entrega do 1º Distrito Policial (DP), na Vila Santa Margarida, no sábado, dia 31. Na solenidade, além de anunciar o prazo para a inauguração da futura estação ferroviária, no centro, Geraldo Alckmin também tornou público que por pedido do prefeito, Acir dos Santos Filló (PSDB), o Acir Filló, vai determinar a antecipação da abertura da passarela da nova estação nos próximos 60 dias.

Vereador Claudio Ramos (PT) busca informação sobre entrega de estaçãoNa sessão ordinária, Claudio Ramos (foto) requereu ainda, porém, a Prefeitura Municipal para que a Casa seja informada sobre a quantidade de professores contratados para atuar nas Escolas Municipais de Ensino Infantil (Emeis), de Ensino Fundamental (Emefs), de Ensino Fundamental e Infantil (Emeifs), de Educação Especial (Emee), nas Escolas de Educação Integral e Formação Pedagógica (Ediforps I e II) e em Centros de Educação Infantil (CEIS), ou seja, em creches. O petista quer tomar ciência inclusive se o número de profissionais é o suficiente para atender toda a demanda existente na rede municipal de ensino. Regimentalmente, o Executivo tem até 15 dias para responder o questionamento.

Por Pedro Ferreira.