You are currently viewing Autistas podem ter espaço especial no Nosso Recanto

Autistas podem ter espaço especial no Nosso Recanto

Valtinho do IpanemaPor orientação do vereador (foto) Walter Marsal Rosa (PROS), o Valtinho do Ipanema, a Prefeitura Municipal de Ferraz de Vasconcelos poderá construir um espaço destinado aos portadores de autismo. A chamada Casa do Autista seria edificada nas dependências do Parque Municipal Nosso Recanto, no Jardim Pérola. A sugestão será apresentada na próxima sessão ordinária, na segunda-feira, dia 07, a partir das 18h.

Em agosto do ano passado, Valtinho do Ipanema propôs um projeto que resultou na Lei Nº 3.175, de 06 de setembro instituindo no município a “Semana de Conscientização sobre o Autismo”, a ser realizada na primeira semana de abril de cada ano. A criação da semana de alerta coincide com o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, 02 de abril. A data foi proposta pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2010.

Segundo a renomada entidade internacional, especialistas acreditam que a doença atinja mais de 70 milhões de pessoas em todo o planeta. O autismo é uma disfunção global do desenvolvimento, ou seja, é uma modificação que afeta a capacidade de comunicação do indivíduo, a sua socialização e o seu comportamento perante o meio em que vive. Um dado positivo é que apesar de autistas algumas crianças apresentam inteligência e fala intactas. Adultos podem obter sucesso profissional.

No Brasil, o primeiro estudo a respeito da origem do autismo foi publicado em fevereiro de 2011, que também abrangeu a América Latina, baseado em dados obtidos no ano anterior. A pesquisa liderada pelo psiquiatra infantil Marcos Tomanik Mercadante (1960-2011), na cidade Atibaia (SP) descobriu a prevalência de um caso de autismo para cada 368 crianças de 07 a 12 anos. Por isso, especialistas continuam desenvolvendo estudos para conhecer ainda mais detalhes sobre a doença.

                                              Decepção

Por sua vez, Valtinho do Ipanema lamenta o fato de a Secretaria Municipal da Saúde não realizar nenhuma atividade associada a “Semana de Conscientização sobre o Autismo”, nos primeiros dias deste mês. O vereador destaca que esse trabalho de orientação poderia ser feito inclusive em parceria com setores competentes nas esferas estaduais, federais, com entidades do Terceiro Setor e a iniciativa privada. “A simples iluminação de prédios públicos com a cor azul simbolizaria a data”, adianta.

Por Pedro Ferreira.