You are currently viewing Vereador denuncia o abandono de obras para à construção de creches

Vereador denuncia o abandono de obras para à construção de creches

Vereador Tonho critica o abandono de crechesO vereador  (foto) Antonio Carlos Alves Correia (PSD), o Tonho, denunciou o abandono de obras para à construção de Centros de Educação Infantil (CEIS), as populares creches, notadamente, nas Vilas Santa Margarida e das Nações, em Ferraz de Vasconcelos. A crítica contra a Prefeitura Municipal foi feita na sessão ordinária, na quinta-feira, dia 06. Além disso, ele apresentou um requerimento cobrando informações ao Poder Executivo em relação ao número de creches iniciadas, paradas e licitadas no município.

Segundo ele, a falta de conclusão das referidas obras está contribuindo para servir de refúgio a usuários de drogas e demais elementos nocivos à sociedade em geral. “É uma verdadeira vergonha o que está acontecendo em nosso município”, diz Tonho.  No mesmo documento, o vereador Tonho pediu esclarecimentos sobre quais escolas foram colocadas no cronograma de reforma ou ampliação, o tempo previsto para a conclusão das obras e o nome das empresas que executarão os serviços. Agora, o vereador espera que a Prefeitura Municipal responda aos seus questionamentos.

Na Tribuna, o presidente da Câmara Municipal, vereador Luiz Fábio Alves da Silva (PSDB), o Fabinho, afirmou que as obras para à construção das creches nas Vilas Santa Margarida e das Nações foram paralisadas por falta de pagamento as empresas contratadas. Neste caso, Fabinho acredita que o governo municipal precisa resolver esse problema o quanto antes, já que, a comunidade exige a instalação de creches na cidade. Ele aproveitou também para criticar o Poder Executivo por realizar o carnaval, no Parque Municipal Nosso Recanto. “Existem outras prioridades”, dispara.

Em outro requerimento, Tonho questionou a administração municipal, no tocante, a quantidade de creches existentes no município, o número de alunos atendidos por cada unidade e seus respectivos períodos e quantos estudantes estão fora e, portanto, aguardando na lista de espera. O vereador também exigiu explicação sobre a demora no conserto da máquina processadora de revelação de mamografia e de raio-x do Centro de Atenção à Saúde da Mulher (Caim), no Parque São Francisco. Para ele, o aparelho está quebrado desde janeiro passado e deixando de atender 600 mulheres por mês.

Por Pedro Ferreira.