You are currently viewing Condutores escolares querem sinalização em frente a escolas

Condutores escolares querem sinalização em frente a escolas

Condutores escolares reunidos com Fabinho (foto-canto dir)Transportadores escolares reclamam a falta de sinalização específica em frente a escolas municipais e estaduais, em Ferraz de Vasconcelos. Os condutores alegam que a ausência de demarcação de embarque e desembarque de crianças transformou-se em motivo de disputa diária com pais. Para tentar uma solução para o conflito, eles reuniram-se (foto) com o presidente da Câmara Municipal, Luiz Fábio Alves da Silva (PSDB), o Fabinho, na manhã desta quinta-feira, dia 06, no centro.

No encontro, Fabinho disse que o problema deve ser resolvido na base do diálogo entre as partes interessadas. Para tanto, o presidente agendou uma nova reunião para a próxima segunda-feira, dia 10, às 9h, no Legislativo. Na ocasião, a secretária municipal da Educação, Denize Ribeiro, que, aliás, ele já conversou por telefone, a da Segurança Pública, Elisabete Soliman e o dos Transportes, João Matias dos Santos, estão sendo convidados a participar da audiência.

Além disso, Fabinho sugeriu a criação de uma comissão de condutores escolares para acompanhar o desenrolar do tema. O presidente também apresentará uma indicação a respeito do assunto na sessão ordinária, nesta quinta-feira, dia 06 a partir das 18h. No documento, ele pede ao departamento competente da municipalidade a pintura de embarque e desembarque defronte a escolas. O pedido visa aumentar a segurança de crianças. “Na realidade, estamos buscando uma saída amigável para sanarmos esse impasse”, diz Fabinho.

Por sua vez, os transportadores escolares reivindicam ainda a designação de uma agente de trânsito ou de um Guarda Civil Municipal (GCM) pelo menos duas vezes por semana para fiscalizar o embarque e o desembarque de crianças. Segundo eles, o problema ocorre na maioria das unidades de ensino, mas, a incidência maior acontece nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs), Sara Tineue, no Parque Dourado, Halim Abissamra, na Vila Arbame e Dr. Alfredo Froes Neto, na Vila Santo Antonio, entre outras.

Por Pedro Ferreira.