You are currently viewing Fabinho e Tonho cobram a reativação da base da GCM na Vila Santa Margarida

Fabinho e Tonho cobram a reativação da base da GCM na Vila Santa Margarida

O presidente da Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos (foto-dir)Vereadores Fabinho (dir) e Tonho querem volta da base da GCM a Vila Santa Margarida Luiz Fábio Alves da Silva (PSDB), o Fabinho, juntamente, com o vereador Antonio Carlos Alves Correia (PSD), o Tonho, indicaram a Prefeitura da cidade a reativação da base da Guarda Civil Municipal (GCM), na Rua Stella Mazzucca, 940, na Vila Santa Margarida. A sugestão foi feita na sessão ordinária, na terça-feira, dia 29. A medida visa contribuir para aumentar a sensação de segurança no tradicional bairro do município.

De acordo com a recomendação, a Vila Santa Margarida é composta por 14 bairros e, portanto, é uma região, densamente, povoada que vem enfrentando sérios problemas a relação à falta de segurança pública. No documento, os dois vereadores reconhecem que as autoridades competentes têm se esforçado para garantir o bem-estar daquela população, no entanto, a violência contra munícipes não dá trégua. Na prática, assaltos e furtos são os crimes mais comuns.

Em contrapartida, quando o posto da GCM funcionou no bairro até o início deste ano, a onda de violência não estava tão desenfreada como acontece, no momento. Enfim, a presença efetiva de guardas municipais servia para inibir a ação de marginais. Na época, Fabinho e Tonho questionaram o fechamento da base ao Poder Executivo. Em resposta, a administração garantiu que tomou a decisão de desativar a unidade por problemas na estrutura física do imóvel.

Com isso, o governo municipal sinalizou que tão logo concluísse as obras de reformas do prédio, a base da GCM seria retomada, mas, infelizmente, apesar da cobrança dos dois vereadores o local permanece fechado para lamento do Legislativo e, sobretudo, de moradores, comerciantes e empresários, em geral. Agora, Fabinho e Tonho que também residem no bairro espera uma posição oficial por parte da Prefeitura Municipal. “Na verdade, a comunidade quer a volta do posto da GCM o quanto antes”, finalizam.