You are currently viewing Vereador Willians do Gás critica demora na contratação de OSS e a falta de médicos

Vereador Willians do Gás critica demora na contratação de OSS e a falta de médicos

Vereador Willians do Gás questiona a falta de médicosA lentidão na contratação de uma Organização Social de Saúde (OSS) para gerenciar o setor, em Ferraz de Vasconcelos, foi questionada pelo vereador e líder da bancada do PSB na Câmara Municipal, Willians Santos, o Willians do Gás, na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 21. No documento ao secretário municipal da Saúde, Luiz Antonio do Nascimento, o socialista quer saber quando, finalmente, deverá ser feita a parceria com uma OSS.No requerimento, Willians do Gás deixa claro o seu descontentamento com a falta médicos na rede municipal, especialmente, de pediatras. Por isso, o vereador defende inclusive que em função da demora na contratação de uma OSS a Prefeitura Municipal tente admitir em caráter emergencial e por tempo determinado esses profissionais, conforme prevê a legislação em vigor. Além disso, o vereador afirmou que os servidores da Saúde demonstram insatisfação com o secretário, Luiz Antonio.

Para ele, a recente mudança de secretário, ou seja, do atual titular da pasta do Governo e vereador licenciado, Juracy Ferreira da Silva (PMDB) não surtiu o efeito esperado pela população. Aliás, a troca de secretário pode inclusive está prejudicando o serviço prestado à comunidade. O colega de partido, Edson Elias Khouri, o Edson Cury, também concorda com o questionamento apresentado. Segundo ele, a crise no setor no município é um caos anunciado.

O presidente da Câmara Municipal, Luiz Fábio Alves da Silva (PSDB), o Fabinho, criticou o fato de moradores serem obrigados a chegar durante a madrugada para poder ser atendidos em postos de saúde. Em sua opinião, o médico Luiz Antonio é um profissional conceituado, mas, na prática, o resultado não tem sido concreto na ponta do atendimento. A falta de tempo para que o secretário possa realizar o seu trabalho também foi objeto de observação pelo tucano. Para ele, o cargo exige dedicação.

Em defesa de Luiz Antonio, o vereador Antonio Carlos Alves Correia (PSD), o Tonho, rebateu as críticas, prontamente, já que, ele considera muito cedo essa cobrança exagerada ao secretário. Ele denunciou o boicote por parte de servidores da pasta. Além disso, Tonho entende que Luiz Antonio não tem total autonomia para tomar as medidas necessárias. Os vereadores Roberto Antunes de Souza (PMDB) e Marcos Antonio Castello, o Ratinho, também aprovam o trabalho de Luiz Antonio. Já o petista Claudio Ramos Moreira reclamou da falta de estrutura aos funcionários da Saúde, assim como, advertiu que a contratação de uma OSS poderá ser prejudicial ao setor.