You are currently viewing Fabinho faz balanço positivo do primeiro semestre

Fabinho faz balanço positivo do primeiro semestre

Fabinho avalia primeiro semestre da Câmara MunicipalMesmo considerando ter sido bastante difícil o início deste ano, o presidente da Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos, vereador (foto) Luiz Fábio Alves da Silva (PSDB), o Fabinho fez um balanço positivo das atividades feitas no recente primeiro semestre. A avaliação otimista dele inclui inclusive à adoção de medidas amargas para a contenção de despesas como, por exemplo, o corte de horas extras e de materiais de custeio, entre outras, ações administrativas.

Além disso, o presidente destacou à compreensão de vereadores quando dispensaram o uso de carros oficiais até a metade de fevereiro e a não liberação de adiantamentos. Com isso, eles arcaram com os próprios gastos. “No fundo, cada um deu a sua contribuição com a redução de despesas, sobretudo, para compensar o aumento no número de cadeiras de 12 para 17 e da contratação de dez assessores parlamentares”, opina Fabinho. Ele faz questão de ressaltar que todas as decisões tomadas têm o apoio da Casa.

Para manter o Poder Legislativo na mais perfeita ordem, Fabinho anunciou que o aperto financeiro, ou seja, o “choque de gestão” vai continuar nos próximos meses. Para ele, a permanência da austeridade no gasto do dinheiro público tem por finalidade cumprir o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Em contrapartida, Fabinho permanece firme na luta para viabilizar uma nova sede própria para a Casa. O assunto está sendo tratado em parceria com o governo municipal. A ideia é comprar um imóvel, fazer a reforma e a ampliação física, na Vila Romanópolis.

Nos primeiros seis meses do ano, os vereadores apresentaram 740 indicações à administração, aprovaram 95 requerimentos, 38 projetos de lei e 11 moções de aplauso. Além disso, o plenário votou dez matérias da Mesa Diretora e 15 do Poder Executivo. Foram criadas também quatro Comissões de Assuntos Relevantes (CARs) e uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) que apura supostas irregularidades no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, ou seja, caso dos “Dedos de Silicone”. Ele agradece o apoio de todos.