You are currently viewing Comissão do Corredor Metropolitano continua por mais 60 dias

Comissão do Corredor Metropolitano continua por mais 60 dias

Vereador Tonho pede mais tempo para comissão do Corredor MetropolitanoA Comissão de Assuntos Relevantes (CAR) da Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos criada para acompanhar os trâmites do futuro Corredor Metropolitano que ligará o município a Poá, a Itaquaquecetuba e a Arujá, acabou sendo prorrogada por mais 60 dias. A decisão ocorreu por meio de um requerimento do presidente da comissão (foto) Antonio Carlos Alves Correia (PSD), o Tonho, na segunda-feira, dia 10.

O prazo inicial de 30 dias havia sido concluído no sábado, dia 08. Para Tonho, a construção do Corredor Metropolitano pelo governo estadual deverá afetar, diretamente, os moradores da Rua Albino Francisco de Figueiredo, na Vila Santa Margarida. Por isso, todo o Poder Legislativo está atento para evitar eventuais prejuízos aos munícipes em questão. Afinal, segundo ele, estão previstas várias desapropriações e a maioria dos proprietários não possui a documentação necessária.

“Na realidade, para a execução do projeto, o governo de São Paulo vai precisar efetuar algumas demolições de casas e, neste caso, os seus donos poderão ser prejudicados com as obras”, explica Tonho. O vereador deixa claro que não é contra a construção do Corredor Metropolitano que será sem dúvida alguma uma obra viária muito importante para os quatros municípios, porém, tudo necessita ser feito com o devido cuidado para evitar perdas aos moradores envolvidos.

Além de Tonho, a comissão é composta pelos seguintes vereadores Willians Santos (PSB), o Willians do Gás, Henrique Marques, Ana Acilda Alves da Silva (PV), a Ana do PV e Maria Simplício Nascimento (PT). Também na condição de vereador, o petista Claudio Ramos Moreira demonstra preocupação com os possíveis impactos da obra do Corredor Metropolitano.

                                               Rodoanel

Ele aponta como exemplo o drama de moradores do Parque Monte Líbano, em Suzano, que passam por dificuldades por causa da construção do Trecho Leste do Rodoanel Mario Covas (Sp-21). Já o presidente da Câmara Municipal, Luiz Fábio Alves da Silva (PSDB), o Fabinho, garantiu que o assunto exige muita cautela e, por isso, caso seja pertinente, a instituição poderá inclusive realizar um audiência pública para tratar o tema.