You are currently viewing Em seminário, Vicentinho diz que o preconceito contra o povo negro continua no País

Em seminário, Vicentinho diz que o preconceito contra o povo negro continua no País

 Deputado federal, Vicentinho (2º esq) em seminário contra o racismo, em FerrazO deputado federal (foto-2º esq) Vicente Paulo da Silva (PT-SP), o Vicentinho disse que ainda existe muito preconceito contra as pessoas negras, no País. Ele participou do 1º seminário de Promoção e Igualdade Racial de Ferraz de Vasconcelos, nesta sexta-feira, dia 31, na Câmara Municipal, no centro. O evento pioneiro no Alto Tietê foi organizado pelo vereador, Claudio Ramos Moreira (PT). O ato lotou o plenário da Casa de representantes de movimento negro local e regional e de convidados. O deputado elogiou Claudio Ramos pela brilhante iniciativa.

Para Vicentinho que exerce o seu terceiro mandato consecutivo, em Brasília, o preconceito predomina até mesmo dentro da Câmara dos Deputados. Afinal, dos 513 parlamentares, apenas 44 são negros e, no entanto, mesmo assim, os próprios legisladores negros não assumem, publicamente, a sua luta contra o racismo vigente, no Brasil. Ex-presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), o petista destaca que em 2006 foi o único deputado federal negro na bancada paulista formada por 70 representantes.

Na Câmara dos Deputados, Vicentinho espera que seja aprovado nas próximas semanas o projeto de lei de sua autoria que proíbe a dupla jornada por motoristas de ônibus, ou seja, ele que evitar que o profissional dirija e, ao mesmo tempo, cobre a passagem. Além disso, vai também brigar pela aprovação do texto que endurece a punição ao autor de trabalho escravo, no País. “Tenho feito uma luta política em defesa, sobretudo, de movimentos sociais organizados. Enfim, batalho contra tipo de discriminação na sociedade”, comenta Vicentinho. Segundo ele, o racista é, na realidade, um ser humano infeliz.

Vereador Claudio Ramos (PT) promove ato contra o racismo em FerrazO seminário reuniu ainda como palestrantes a coordenadora do Fórum Regional de Promoção e Igualdade Racial, Alessandra Felix e a presidente do Instituto Raízes de Ferraz de Vasconcelos, Juliana Delfino. O evento atraiu também o secretário municipal do Verde e Meio Ambiente de Ferraz, Clóvis Caetano da Silva, o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Francisco Valusterno de Araújo, o Val, a diretora da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) local, Ninfa Umbelina Botelho dos Santos, entre outros, convidados. Claudio Ramos (foto) agradece a presença de todos.