Fabinho pede pressa na implantação de bilhete único no município

Fabinho pede pressa na implantação de bilhete único no município

Vereador Fabinho pede urgência na criação de bilhete únicoEm discurso na Tribuna da Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos, na segunda-feira, dia 20, o presidente da Casa (foto) vereador Luiz Fábio Alves da Silva (PSDB), o Fabinho, afirmou que fará uma luta sem trégua até que a Prefeitura Municipal e a empresa concessionária Radial implantem com a máxima urgência o bilhete único, no município. Segundo ele, a medida visa amenizar o bolso do cidadão em geral. O tucano revela que o bilhete único já é uma realidade na Capital e em Guarulhos.

Na realidade, apesar de elogiar a Radial por empregar funcionários locais e, ao mesmo tempo, contribuir para o desenvolvimento da cidade e por presenciar de perto o trabalho árduo do fundador da empresa, o saudoso empresário Antonio Umada e família, Fabinho acrescentou ainda que a sua bandeira política em prol da adoção do bilhete único possui um único objetivo, ou seja, permitir com que o passageiro possa ser transportado pagando, por isso, uma tarifa de ônibus justa e condizente com a situação financeira do usuário.

“Na condição de vereador e presidente do Poder Legislativo não vou abrir mão dessa batalha para convencer a Prefeitura Municipal e a empresa Radial a colocarem em funcionamento o bilhete único”, comenta Fabinho. O tucano destaca também que o município possui menos de 30 quilômetros de extensão e, no entanto, o seu morador é forçado a pagar até duas conduções para ir, por exemplo, ao Hospital Regional Dr. Osíris Florindo Coelho, na Vila Corrêa. Hoje, cada usuário arca por tarifa R$3,30, um dos preços mais caros no Alto Tietê.

De acordo com Fabinho, o assunto bilhete único já foi tratado com o prefeito e companheiro de partido, Acir dos Santos, o Acir Filló. Com isso, só resta o fechamento do acordo com a Radial. Estima-se que com o recente reajuste no valor da tarifa, a empresa concessionária transporte por dia mais de 22 mil passageiros e consiga um lucro anual de mais de R$26 milhões. Além de Ferraz de Vasconcelos cuja concessão vai até 2020, a Radial também opera, em Poá e em Suzano, além de integrar o consórcio Unileste.

Compartilhe nas Redes Sociais:
Fechar Menu