You are currently viewing Vereador promove o 1º Seminário de Empreendedorismo de Ferraz

Vereador promove o 1º Seminário de Empreendedorismo de Ferraz

Vereador Aurelio Alegrete (PPS)Empresário bem-sucedido no ramo de alumínio há muitos anos, o vereador (foto) Aurelio Costa de Oliveira (PPS), o Aurelio Alegrete decidiu promover o 1º Seminário de Empreendedorismo-Caminho para Crescimento Econômico e Desenvolvimento Sustentável de Ferraz de Vasconcelos. O evento ocorre nesta terça-feira, dia 23, a partir das 08h30, na Secretaria Municipal de Indústria e Comércio, na Avenida Santos Dumont, 1.646, no Jardim Vista Alegre, em frente ao Fórum, no centro.

O encontro para discutir o empreendedorismo na cidade tem o apoio institucional da Câmara Municipal, do Poder Executivo, da Associação Comercial e Industrial de Ferraz de Vasconcelos (Acifv), do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e do governo do Estado de São Paulo. Além disso, o evento conta com os apoiadores na área de comunicação, entre eles, dos jornais Cenário Notícias, Jornal do Município e Folha 4 Cidades, ambos locais e dos Diários do Alto Tietê (DAT) e de Suzano (DS).

Os interessados em participar do 1º Seminário de Empreendedorismo na cidade podem e devem confirmar a sua presença pelo e-mail: aureliocosta@camaraferraz.sp.gov.br ou pelo telefone (11) 4674-1818, ramal 208. O termo empreendedor é utilizado para identificar o indivíduo que dá início a uma organização. Os mais famosos nessa modalidade são o fundador da Microsoft, Bill Gates e do Facebook, Mark Zuckerberg. Em compensação, o empreendedor não é apenas aquele que inova como aconteceu, por exemplo, com o criador do Bradesco, Amador Aguiar.

No Brasil, o empreendedorismo ganhou fama a partir da década de 90 e, com isso, acabou contribuindo para a crescente participação desse tipo de empresa na economia nacional. Em 2007, o setor aumentou a sua importância com a entrada em vigor da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa e, em 2008, com a Lei do Empreendedor Individual. Nos últimos cinco anos, o País registra em média 600 mil novos negócios. Em 2010, no Brasil, a taxa de empreendedores em fase inicial era de 17,5%. Hoje, mais de 21,1 milhões de pessoas atuam nesse segmento, perdendo apenas para a China.